Rafael Matos

Assessoria

em

Comunicação

sábado, 29 de junho de 2019

Domine o Whatsapp antes que ele domine você
Já não bastassem os comentários desaforados, o compartilhamento de notícias falsas e uma exposição exagerada da vida pessoal das pessoas as redes sociais nos trazem também ansiedade. Fale a verdade, quem fica publicando fotos, textos, pensamentos, estórias em sua linha do tempo fica conferindo toda hora quantos ‘likes’ conseguiu arrebanhar. Acontece com muita gente para não exagerar e errar afirmando que isso acomete 100%.

Nos tempos em que o e-mail tinha importância e era uma das formas mais rápidas e econômicas de trocar mensagens havia excessiva inquietação. Quem não usava um software que programava atualizações a cada cinco minutos, ficava dando um F5 a cada 30 segundos pra ver se havia alguma novidade. Hoje só trocamos os aplicativos que nos geram esta sensação. Agora temos o famigerado Whatsapp!

Além desta fome por novidade, esta apreensão acaba nos impedindo de trabalhar. Interrompemos o que estamos fazendo só para responder a uma piada com um ‘kkkkk’ ou para assistir a um vídeo torcendo que seja engraçado. A concentração é cada vez mais difícil.

Voltando ao tempo dos e-mails, consegui resolver a minha impaciência programando o recebimento de novas mensagens para a cada 30 minutos. Quem trabalhava comigo, pensava que seria impossível. Ao ver que tinha dado certo e que ninguém havia perdido nada por causa de uma resposta mais demorada, mudei o tempo para uma hora. Quando me dei conta fazia a conferência uma ou duas vezes por dia apenas. A produtividade cresceu.

Não é o caso de voltar aos tempos do telefone sem fio, mas recentemente passei repeti a ação com o Whatsapp. Como ele não tem o mesmo recurso de tempo, deixei com aviso sonoro somente os contatos que realmente importam, familiares próximos e as relações profissionais. Todos os outros estão no silencioso. Ao final da manhã, ou final da tarde dou uma conferida pra ver se tem algo importante. As vezes nem me lembro de conferir e quando o faço, ao ver tantas conversas sem sentido, acabo nem lendo ou vendo tudo que enviam.

Ah, liberdade, que saudade de você!

E você, também já fez algo para controlar o uso das redes sociais? Isso também é um problema para você? Deixe seu comentário e compartilhe suas ideias com a gente.

Jornalista com experiências no Brasil e exterior em jornais, televisão, rádio, assessorias de comunicação e projetos de internet.

0 comentários:

Postar um comentário

Faça contato
Tecnologia do Blogger.

Endereço

Criciúma, Santa Catarina, Brasil

Telefone e whatsapp

+55 (48) 996 290 666

Website

www.rafaelmatos.com.br