segunda-feira, 11 de junho de 2018

Economia da Amurel precisa reagir

Dados da Secretaria da Fazenda de Santa Catarina reforçam que os municípios da Amurel precisam agir para fazer a economia regional crescer. As projeções dos valores do Índice de Participação dos Municípios (IPM), divulgadas na última semana, que serão repassados em 2019 demonstram uma estagnação preocupante.

A maior cidade da Amurel, tem apenas a 24ª economia do Estado. Está na mesma posição do ano anterior, mas ficou menor em relação a maior (Joinville) e em números não chega nem a um décimo da conhecida ‘Manchester Catarinense’.

Aqui na Amurel também está a menor economia de Santa Catarina: Pescaria Brava.

Enquanto isso, cidades como Araquari, Navegantes e Ponte Alta do Norte tiveram crescimentos entre 15 e 25% em relação ao ano anterior.

Se levarmos em conta a crise atual e até mesmo os problemas da universidade, com grande desemprego, a diminuição da atividade econômica pode ser ainda maior.

Por isso, Tubarão e região precisam agir para galgar esta recuperação, que não virá de um ano para o outro. Há muito tempo se fala na busca por atração de investimentos em novos negócios que possam geram empregos, renda e por consequência giro na economia local. Mas em termos de resultados práticos o que se pode contabilizar?

Sem força para investimentos

O Índice de Participação dos Municípios (IPM) nada mais é do que é retorno do ICMS. Do total de ICMS arrecadado pelo Estado, 25% são partilhados com as prefeituras. Deste montante, 15% são distribuídos igualmente dividindo-se o valor entre o número total de municípios. Os 85% restantes são partilhados de acordo com o movimento econômico de cada cidade. A soma dos dois percentuais (15%/295 + proporcionalidade do Valor Adicionado x 85%) resulta no IPM. Ou seja, uma atividade econômica estagnada significa quase o mesmo repasse de valores e uma capacidade cada vez menor dos municípios realizarem investimentos.

Cinto apertado em Capivari de Baixo

A contenção de despesas anunciada novamente pela Prefeitura de Capivari de Baixo corrobora com as projeções da Secretaria da Fazenda sobre o IPM. O prefeito Nivaldo Sousa (PSB) não tem tido folga desde o início da atual gestão. Para piorar, o município é um dos que vai ter diminuição no repasse para o próximo ano, com queda em torno de 3%. Ainda segundo o órgão estadual, os municípios têm até 5 de julho para questionar os números divulgados até agora.

Leia mais...
Missão (quase secreta) internacional
Um bom alerta

Um comentário:

  1. Difícil acreditar que os políticos vão colocar os interesses municipais e regionais acima dos seus interesses privados! Eles até demonstram algum, mas só os básicos para manter a maquina pública funcionando, já que é de onde vem o sustento deles.

    ResponderExcluir

Comentários são sempre bem-vindos e importantes para que se preserve uma das características essenciais da ferramenta blog: seu caráter colaborativo. No entanto, é fundamental garantir que esse ambiente mantenha seu propósito e conserve os objetivos de acordo com os quais foi idealizado.
Pensando nisso, adotamos a seguinte política de moderação:

• o envio de comentários não implica automaticamente na sua publicação;
• os comentários devem estar sempre relacionados aos temas tratados nos posts e podem, ou não, ser publicados no blog;
• ao enviar qualquer comentário, o usuário se declara autor legítimo do material, responsabilizando-se e isentando o autor do blog de qualquer reclamação ou demanda e autoriza sua reprodução gratuita e definitiva;
• os comentários não poderão conter manifestação de qualquer forma de preconceito; linguagem grosseira e obscena; agressão, injúria, difamação ou calúnia a pessoas e instituições; propaganda político-partidária ou que faça menção a empresas e marcas.

Categories

A Hora do Voto Acit Ada De Luca Aeroporto Regional Sul Alesc Amurel Arena Multiuso Armazém BR-101 Braço do Norte Brasília Câmara Capivari de Baixo Câmara de Braço do Norte Câmara de Criciúma Câmara de Grão-Pará Câmara de Gravatal Câmara de Imaruí Câmara de Imbituba Câmara de Jaguaruna Câmara de Laguna Câmara de Sangão Câmara de São Martinho Câmara de Tubarão Câmara dos Deputados Capivari de Baixo Carlos Stüpp CDL CDR Charge Debates DEM Deputados Desenvolvimento Diário do Sul Dilma Roussef DNIT Economia Edinho Bez Educação Eleições 1982 Eleições 1985 Eleições 1986 Eleições 1989 Eleições 1990 Eleições 1992 Eleições 1996 Eleições 1998 Eleições 2000 Eleições 2002 Eleições 2004 Eleições 2006 Eleições 2008 Eleições 2010 Eleições 2012 Eleições 2014 Eleições 2016 Eleições 2018 Eleições 2020 Facisc Governo Estadual Gravatal Imaruí Imbituba Impostos Indústria e Comércio IPTU Jaguaruna JBGuedes Joares Ponticelli Jorge Boeira José Nei Ascari Justiça Justiça Eleitoral Laguna Leis Meio Ambiente Obras Olávio Falchetti Partidos PCB PCdoB PCO PDS PDT Pedras Grandes PEN Pepê Collaço Pesca Pescaria Brava Pesquisas PHS PL PMDB PMDB Mulher PMN Política Porto de Imbituba PP PPA PPB PPL PPS PR PRB Prefeitos Prefeitura de Capivari de Baixo Prefeitura de Gravatal Prefeitura de Jaguaruna Prefeitura de Laguna Prefeitura de São Martinho Prefeitura de Tubarão Prefeituras Presídio Prona Propaganda partidária PRP PRTB PSB PSC PSD PSDB PSDC PSL PSOL PSPB PSTU PT PTB PTC PTdoB PTN PV Raimundo Colombo Rede Sustentabilidade Reforma Administrativa Reforma Eleitoral Reforma Política Reforma Tributária Reforma Universitária Rhumor Rio Tubarão Rizicultura Salários Saúde SDR de Braço do Norte SDR de Laguna SDR de Tubarão SDRs Segurança Senado Senadores Sociedade STF TCE TJ-SC Trânsito TRE Treze de Maio TSE Tubarão Turismo Unisul Unisul TV Vereadores