terça-feira, 23 de agosto de 2016

Três a um

Todo mundo espera por vencedores e derrotados após um debate eleitoral. O derrotado foi o candidato que não participou. Carlos Stüpp (PSDB) até escapou de críticas dos adversários, mas nas redes sociais a ausência foi bem explorada. Entre os que vieram, apesar do equilíbrio registrado, o primeiro debate entre os candidatos a prefeito de Tubarão teve os seus destaques.

O candidato do PSC, Edi da Farmácia, deixou uma boa impressão. Bem articulado, com uma boa fala, conseguiu adiantar algumas das propostas que tem nesta campanha. Também foi o responsável pelas principais alfinetadas do programa. Foi logo dando boa noite para o candidato ausente e depois criticou a atual gestão da saúde da cidade, o que depois acabou gerando o único direito de resposta do programa.

O prefeito Olavio, que disputa a reeleição pelo PT, pela primeira vez participou do debate com a experiência do cargo. Depois de duas campanhas eleitorais onde aparecia como novidade e quase imune a críticas pode falar sobre o que fez na atual gestão. Ouviu críticas a sua gestão, mas dessa vez tinha mais conhecimento e experiência para falar.

Já o candidato do PP, Joares Ponticelli, apesar de ser o político mais experiente entre os presentes, estreou num debate entre candidatos a prefeito. Um pouco nervoso no primeiro bloco, veio disposto a passar uma mensagem de novidade mesclada com experiência. Evitou fazer questionamentos pesados e tomou como exemplo outras eleições, como os embates entre Espiridião Amin e Luiz Henrique. Preferiu falar das propostas do que apontar fraquesas dos adversários, principalmente de quem estava fora.

Como até agora não se tem uma pesquisa pública sobre a intenção de voto dos tubaronenses vai ficar difícil avaliar os efeitos do debate. Mas ontem e hoje estão sendo coletados os dados de uma pesquisa que vai ser publicada pelo jornal Noticom e provalmente vai poder se identificar melhor os vencedores e perdedores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são sempre bem-vindos e importantes para que se preserve uma das características essenciais da ferramenta blog: seu caráter colaborativo. No entanto, é fundamental garantir que esse ambiente mantenha seu propósito e conserve os objetivos de acordo com os quais foi idealizado.
Pensando nisso, adotamos a seguinte política de moderação:

• o envio de comentários não implica automaticamente na sua publicação;
• os comentários devem estar sempre relacionados aos temas tratados nos posts e podem, ou não, ser publicados no blog;
• ao enviar qualquer comentário, o usuário se declara autor legítimo do material, responsabilizando-se e isentando o autor do blog de qualquer reclamação ou demanda e autoriza sua reprodução gratuita e definitiva;
• os comentários não poderão conter manifestação de qualquer forma de preconceito; linguagem grosseira e obscena; agressão, injúria, difamação ou calúnia a pessoas e instituições; propaganda político-partidária ou que faça menção a empresas e marcas.

Google+ Followers

Seguidores

Twitter







Recent Visitors