quinta-feira, 2 de junho de 2016

CPI dos prédios público ouve secretários

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga obras abandonadas e inacabadas no município de Laguna ouviu na tarde desta quarta-feira (1º/6) secretários municipais de pastas que pertencem prédios públicos, objetos da denúncia. A secretária de Saúde, Raquel Xavier, foi a primeira ser ouvida pela comissão. Ela respondeu a vários questionamentos, feitos pelo relator, vereador Andrey Pestana (PSD). A obra de reforma e ampliação da Unidade de Saúde do bairro Progresso foi um dos prédios alvos de investigação, além de questionamentos de obras nas Unidades de Saúde de Barranceira, Cabeçuda, Ribeirão Pequeno e Portinho.

A secretária de Assistência Social, Lorena Barbosa de Andrade, foi a segunda ser ouvida. Questionada sobre os prédios públicos de domínio da Secretaria, Lorena informou que todas as instalações são alugadas. Outros questionamentos como as instalações do antigo Centro Social Urbano também foram feitos. A secretária de Educação, Simone Belmiro foi ouvida na seqüência, e disse que algumas obras iniciaram na gestão de secretários que a antecederam, como por exemplo, a obra de reforma do Complexo do Caic. Na escola de Campos Verdes, a secretária informou que a obra foi retomada recentemente e que deve ser finalizada até novembro. Também foram ouvidos, o secretário de Obras Renato de Oliveira e a presidente da Fundação Irmã Vera, Rosangela Cunha.

A comissão é presidida pelo vereador Rogério Medeiros (PP) e volta se reunir na sexta-feira (3/6), às 14h, para realizar mais visitas aos prédios mencionados na denúncia. Ao final da investigação o relator deverá apresentar um relatório final sobre os trabalhos realizados.

Com informações da AI/CVL

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são sempre bem-vindos e importantes para que se preserve uma das características essenciais da ferramenta blog: seu caráter colaborativo. No entanto, é fundamental garantir que esse ambiente mantenha seu propósito e conserve os objetivos de acordo com os quais foi idealizado.
Pensando nisso, adotamos a seguinte política de moderação:

• o envio de comentários não implica automaticamente na sua publicação;
• os comentários devem estar sempre relacionados aos temas tratados nos posts e podem, ou não, ser publicados no blog;
• ao enviar qualquer comentário, o usuário se declara autor legítimo do material, responsabilizando-se e isentando o autor do blog de qualquer reclamação ou demanda e autoriza sua reprodução gratuita e definitiva;
• os comentários não poderão conter manifestação de qualquer forma de preconceito; linguagem grosseira e obscena; agressão, injúria, difamação ou calúnia a pessoas e instituições; propaganda político-partidária ou que faça menção a empresas e marcas.

Google+ Followers

Seguidores

Twitter







Recent Visitors