terça-feira, 29 de março de 2016

Antes de qualquer pressão, aprovado o reajuste

Antes de qualquer pressão popular ou crescimento de um movimento regional, os vereadores de Tubarão definiram o reajuste salarial de 2016 e o salário para a próxima legislatura. Vão passar a receber R$ 9,3 mil e este também vai ser o valor a partir de janeiro de 2017. Na prática apenas deram o reajuste da inflação, como tem sido feito nos últimos anos.

Ainda para a próxima legislatura os vereadores aprovaram uma redução de cerca de 20 cargos comissionados. Cortaram 17 assessores parlamentares, um por vereador, e outros cargos da mesa diretora. Mas isso só passa a valer a partir de 2017.

A votação do projeto de Lei Ordinária ocorreu na sessão de ontem à noite, sem muito alarde ou manifestação popular.

E de fato, os vereadores não cometeram nenhuma ilegalidade. Mas o momento político e econômico nacional pedia que fosse feito algo diferente. A redução dos salários e das despesas do legislativo seria um ótimo exemplo dos agentes políticos e estaria em sintonia com a sociedade, que vive os impactos da crise e tem visto o poder aquisitivo encolher e os orçamentos casa vez mais apertados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são sempre bem-vindos e importantes para que se preserve uma das características essenciais da ferramenta blog: seu caráter colaborativo. No entanto, é fundamental garantir que esse ambiente mantenha seu propósito e conserve os objetivos de acordo com os quais foi idealizado.
Pensando nisso, adotamos a seguinte política de moderação:

• o envio de comentários não implica automaticamente na sua publicação;
• os comentários devem estar sempre relacionados aos temas tratados nos posts e podem, ou não, ser publicados no blog;
• ao enviar qualquer comentário, o usuário se declara autor legítimo do material, responsabilizando-se e isentando o autor do blog de qualquer reclamação ou demanda e autoriza sua reprodução gratuita e definitiva;
• os comentários não poderão conter manifestação de qualquer forma de preconceito; linguagem grosseira e obscena; agressão, injúria, difamação ou calúnia a pessoas e instituições; propaganda político-partidária ou que faça menção a empresas e marcas.

Google+ Followers

Seguidores

Twitter







Recent Visitors