terça-feira, 25 de agosto de 2015

Cruzada contra as drogas

Nos anos 90 os órgãos de saúde realizaram grandes campanhas de conscientização sobre a Aids e parecem ter contido o crescimento do número de pessoas infectadas pelos vírus.

Em outras épocas também tivemos campanhas de mídia contra o cigarro e para pedir o uso do cinto de segurança e ter mais segurança no trânsito. Estas campanhas tiveram algum efeito e de tempos em tempos deveriam voltar para reforçar a atenção da população com estes temas.

Além disso, outros problemas sociais merecem campanhas maciças na mídia como forma buscar um caminho de conscientização. Uma deles deve abordar o combate ao uso de drogas. Entre os tantos problemas que já afetam as famílias, o uso de drogas certamente é um dos que mais preocupa os pais. Santa Catarina tem um dos maiores índices do país de uso de drogas entre os jovens. Falar destes números é muito importante. Mas campanhas bem feitas que mostrem o estrago que as drogas fazem nas vidas das pessoas e na relação que tem com a violência podem, quem sabe, ter algum efeito.

O Governo do Estado está anunciando hoje uma campanha conjunta que envolve as secretarias de Assistencial Social, Saúde, Educação e Segurança Pública. É um primeiro passo. Importante. E que precisa ser contínuo.

Continue lendo...

Executiva Estadual do PMDB ignora Tubarão?

Causa estranheza a resolução da Executiva Estadual do PMDB divulgada ontem que prevê o lançamento de candidaturas a prefeito nos municípios que tem propaganda eleitoral na TV. São eles: Chapecó, Xanxerê, Joaçaba, Lages, Criciúma, Florianópolis, Balneário Camboriú, Itajaí, Blumenau, Rio do Sul, e Joinville. Araranguá e Tubarão que também têm emissoras de TV Aberta ficaram de fora. Ou ignoraram estas cidades ou então já sabem que vão ficar sem candidato mesmo.

Leia mais...
PMDB terá candidatos nos municípios com TV

Continue lendo...

Pode cortar mais

Demorou, mas o Governo Federal deve cortar dez ministérios, e ainda outros mil cargos comissionados. Se atingir estas metas vão sobrar 29 ministérios e 21 mil cargos comissionados. Ou seja, ainda vai faltar bastante coisa para ter uma redução significativa.

Continue lendo...

Google+ Followers

Seguidores

Twitter







Recent Visitors