quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Subvenções (ainda!)

O bloqueio de bens de cinco pessoas de Imbituba investigadas por fraudes no uso de subvenções públicas dá alguma esperança no processo que vem sendo investigado desde 2009. Mas o fato é que é tudo muito lento e muita gente ainda precisa dar explicações sobre como foram usados os recursos. 

Só para relembrar, mais de mil instituições, entre elas algumas organizações não-governamentais de fachada, foram chamadas para dar explicações sobre o uso de quase R$ 64 milhões doados pelos contribuintes ao Fundo Social. Destas, 111 não conseguiram comprovar a utilização dos recursos e devem devolver o que receberam. A Unisul TV mostrou ainda em 2010 alguns casos da região como uma festa natalina que não existiu e compra de lanches em Laguna.

Mas o tempo passa e o assunto cai no esquecimento. Com os bloqueios de ontem, teve investigado que tinha mais de R$ 200 mil em conta bancária. A medida judicial teve o objetivo de evitar que estas pessoas se desfaçam dos bens. Mas desde 2009, imagine quanta gente já não deu fim no dinheiro recebido? É muita lentidão e pouca explicação até agora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são sempre bem-vindos e importantes para que se preserve uma das características essenciais da ferramenta blog: seu caráter colaborativo. No entanto, é fundamental garantir que esse ambiente mantenha seu propósito e conserve os objetivos de acordo com os quais foi idealizado.
Pensando nisso, adotamos a seguinte política de moderação:

• o envio de comentários não implica automaticamente na sua publicação;
• os comentários devem estar sempre relacionados aos temas tratados nos posts e podem, ou não, ser publicados no blog;
• ao enviar qualquer comentário, o usuário se declara autor legítimo do material, responsabilizando-se e isentando o autor do blog de qualquer reclamação ou demanda e autoriza sua reprodução gratuita e definitiva;
• os comentários não poderão conter manifestação de qualquer forma de preconceito; linguagem grosseira e obscena; agressão, injúria, difamação ou calúnia a pessoas e instituições; propaganda político-partidária ou que faça menção a empresas e marcas.

Google+ Followers

Seguidores