sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Primeiro atacarejo

A empresa Líder Atacadista, com sede em Braço do Norte, inaugurou nesta sexta-feira, em Capivari de Baixo, uma filial voltada tanto para vendas no atacado quanto para o varejo, o chamado 'atacarejo'. Segundo a empresa, o empreendimento deve gerar aproximadamente 100 empregos diretos e indiretos nos primeiros meses. A loja fica no Bairro Alvorada, próxima ao trevo principal de acesso e é pioneira na região da Amurel a trabalhar com o conceito de autosserviço. A loja vai atender tanto pequenos comerciantes quanto consumidores finais, não sendo necessária a realização de cadastro para compras.

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Este é o nosso país!

A capa do Jornal O Estado de Minas desta quinta-feira, 26/11, usou a letra de uma antiga música do rock nacional para representar a situação atual de diversos problemas nacionais. Sujeiras nas praias, nos rios, causadas pelo desastre de Minas Gerais, sujeira com a prisão de um Senador da República acusado de tentar sumir com um dos réus do escândalo Lava Jato e se eximir de qualquer culpa, que pelo jeito ele tem. Que pais é este?

A capa ainda destaca outros versos da música. “Ninguém respeita a Constituição”, “Quando vendemos todas as almas dos nossos índios num leilão”, “Terceiro mundo, se for. Piada no exterior.”

O que acaba combinando com outra manchete da BBC, canal de televisão britânico (ao lado), que destaca a prisão de manifestantes que foram presos por 'crime ambiental' depois de jogar lama no Congresso. Pode parecer piada, mas não é.

O que nos faz refletir ainda mais sobre esta música é que ela foi feita em 1978 e 37 anos depois parece tão atual. Por coincidência, a banda do autor, Renato Russo, se apresentou em Tubarão no fim de semana e sem nenhuma música nova. Nem precisava.

Mas o brasileiro não pode se deixar render por esta roubalheira histórica. Os bons e os honestos estão por aí e não é possível que sejam vencidos por esta inundação de corrupção. Mas que dá vontade de começar tudo do zero, ha isso dá.

Alianças impossíveis

Na manhã desta quinta-feira, 26/11, em entrevista à Rádio Bandeirantes AM, o presidente do PSDB de Tubarão e pré-candidato a prefeito, Carlos Stüpp, questionado sobre as alianças possíveis com outras siglas, reconfirmou que o PT é o principal adversário no país e em certo momento saiu com uma frase que resume bem a situação local. “Se antes o PT não queria aliados, agora são os demais partidos que não querem se aliar ao PT.”

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

PSDB programa encontro regional em Tubarão

O PSDB programa para o próximo sábado, 28/11, um encontro de confraternização com lideranças e filiados do partido, na região da Amurel. O evento será em Tubarão e o presidente da sigla na cidade, o ex-prefeito Carlos Stüpp, coordena a mobilização. Segundo a assessoria do partido já confirmaram presença os senadores Paulo Bauer e Dalírio Bebber, os deputados federais Marco Tebaldi e Geovânia de Sá, os deputados estaduais Leonel Pavan e Marcos Vieira, que também preside o PSDB no estado, além de prefeitos, vereadores e dirigentes partidários tucanos da região. O encontro aestá marcado para às 10h30, no Clube 1º de Maio. Segundo Carlos Stüpp, além da confraternização, o evento também servirá para que os tucanos ouçam as principais lideranças e comecem a discutir a campanha eleitoral do próximo ano.

terça-feira, 24 de novembro de 2015

A melhor justiça que o dinheiro consegue pagar

A venda de animal silvestre é considerada um crime ambiental. Soltar balão que possa provocar incêndio em matas e florestas é crime ambiental. Poluir acima dos limites estabelecidos por lei é crime ambiental. O funcionário público que concede uma licença, autorização ou permissão em desacordo com as normas também comete crime ambiental.

As punições variam desde multas, prestação de serviços comunitários até prisão, entre outras aplicações. Quem soltar um balão por exemplo, pode ter uma pena de até três anos de detenção ou multa de até R$ 10 mil, por balão. Quem já não ouviu falar de alguém que foi preso por capturar e vender pássaros silvestres?

São crimes. Menores ou maiores, mas são crimes passíveis de punição.

Diante disso, e do que aconteceu em Mariana, Minas Gerais, não resta nenhuma dúvida de que estamos diante de um dos maiores crimes ambientais já registrados no país. Pessoas morreram, todo um ecossistema foi aniquilado e a atividade econômica de milhares de trabalhadores está comprometida.

E o que se viu de punição até agora? Ninguém foi detido por causa do que aconteceu por lá. A empresa, que lucrou só em 2015, cerca de R$ 2,5 bilhões de reais com a mineração, vai criar um fundo para a recuperação do meio ambiente. Fundo este que será administrado por ela mesma.

É claro que tudo o que aconteceu por lá, deve ser investigado e apurado para fazer parte de um processo. Todos têm direito a defesa. Mas pelo que se vê até agora fica difícil acreditar em punições mais severas. O dinheiro vai permitir comprar a melhor defesa possível, enquanto que os mais prejudicados vão se defender como podem.

O Brasil se mobiliza para ajudar as vítimas, mas também é preciso mobilização para se garantir que a justiça seja feita. Se a melhor justiça não é aquela que o dinheiro consegue pagar, que nos provem o contrário.

Caio na majoritária

No fim de semana o PSD lançou o secretário de desenvolvimento regional Caio Tokarski (PSD) como pré-candidato do partido à prefeitura de Tubarão. Como tudo indica que o PSD vai estar junto com o PP nas eleições de 2016 o nome de Caio é a opção do partido para a chapa majoritária, seja na cabeça de chapa ou como candidato a vice.

Lei das doulas: reunião para esclarecimentos

O projeto de permissão de doulas nos hospitais de Tubarão não foi votado na sessão de segunda-feira, 23/11, da Câmara de Vereadores e teve uma certa reação nas galerias. A pedido do vereador Carlos Zamparetti (PSD), uma reunião vai ser realizada na quarta-feira, 25/11, com representantes dos hospitais e também das doulas para que sejam esclarecidas algumas informações e até mesmo alterações. Uma delas, por exemplo, é que exista um cadastro das doulas para que seja feito um controle de quem poderá entrar no hospital. E até mesmo um lista de voluntárias para atender as famílias que não podem pagar pelo serviço. Agora é aguardar para ver se há entendimento e a votação final na sessão de quinta-feira.

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Fosfateira: deputado sugere Frente Parlamentar para acompanhar instalação

O deputado estadual José Nei Ascari (PSD) apresentou requerimento para a constituição de uma Frente Parlamentar com o objetivo de acompanhar o processo de instalação da produtora de fertilizantes na região de Anitápolis. Conhecido como a Fosfateira de Anitápolis, o empreendimento pretende fazer a extração do minério necessário para a produção de fertilizantes em uma área de 1.760 hectares, com a construção de dois lagos para o depósito do rejeito resultante da mineração e que, juntos, teriam o tamanho equivalente a 90 campos de futebol.

Além dos impactos ambientais gerados pela própria extração, segundo Ascari, existe a preocupação com a possibilidade de acidente envolvendo a barragem de rejeitos, como recentemente aconteceu em Minas Gerais. “Em caso de rompimento, a lama iria se espalhar por toda a região e provocaria a poluição hídrica da bacia do Rio Pinheiros, de onde é captada a água para o abastecimento de pelo menos dez municípios da região”, comentou.

Ainda segundo Ascari, é preciso considerar o impacto da mineração na atividade turística, que cresce muito em toda a região. “O objetivo da Frente é justamente acompanhar todo o processo de instalação, abrindo espaço para a manifestação da comunidade, das lideranças e do setor econômico da região”, concluiu . Depois de obter as assinaturas necessárias para apresentação o requerimento, a instalação da Frente deverá ser agora aprovada em Plenário para posterior composição e início dos trabalhos.

Com informações da AI/DJNA

terça-feira, 17 de novembro de 2015

PMDB: diretório destituído

A divisão no PMDB de Capivari de Baixo está consumada. Duas semanas depois da convenção municipal que definiu o novo Diretório e a composição da diretoria executiva foi entregue um pedido ao Diretório Estadual para a que os eleitos sejam destituídos e instalada uma Comissão Provisória.

A situação ao mesmo tempo em que tumultua o partido não chega a ser uma grande surpresa. Os correligionários já foram para a convenção divididos, porém houve acordo para a composição do diretório e o ex-vereador Bila foi eleito para ser o presidente do partido.

Agora, um pedido de destituição que teria sido feito pelo grupo ligado ao ex-prefeito Luiz Carlos Brunel Alves, de certa forma anula tudo que aconteceu na convenção.

Até esta manhã, o presidente Bila ainda não havia sido comunicado oficialmente pelo diretório estadual sobre a destituição, mas ele disse ter conhecimento do pedido. Tanto que ele e outros filiados se articulam para também apresentar uma nova Comissão Provisória.

Esta Comissão Provisória poderá dirigir o partido por até 180 dias até que se marque uma nova convenção. O problema maior é que este período seria fundamental para organização partidária para as eleições de 2016, e com a sigla dividida os acordos com outras agremiações e definição de candidaturas fica prejudicado.

O pior cenário ainda indica que pode ocorrer a desfiliação de diversos membros descontentes com a situação, o que também pode enfraquecer o partido.

Rodízio travado

A saída do primeiro suplente Alexandre Moraes para o PSD não liberou a vaga para os demais suplentes do partido. As divergências deste o início da atual legislatura prejudicaram o rodízio de vereadores e suplentes. Para que o segundo suplente assuma uma vaga, por exemplo, seria necessário que Moraes abrisse mão, o que nem sempre ocorreu. Agora, apesar de ele ter deixado o PMDB, os prazos para requerer a vaga na justiça foram ultrapassados, o que significa que se algum titular do PMDB tiver que se licenciar do cargo, o presidente da Câmara vai ter que continuar convocando o primeiro suplente Alexandre Moraes, agora do PSD.

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Alves continua no comando do PPS de Tubarão

O presidente do PPS de Tubarão, Flávio Alves, foi reeleito para continuar à frente do partido. O resultado da convenção realizada no domingo foi por aclamação. Porém, os outros cargos da diretoria executiva tiveram alterações. Dionísio de Quadros ficou como o 1° vice-presidente, Jáciria Jung a 2ª vice-presidente, secretárias Adriana Mariano Rosa e Amanda Mina de Souza e na tesouraria Elias Antônio Gonçalves e Emerson Cardoso.

Para as eleições de 2016 a sigla tem o nome do radialista Paulo Garcia como pré-candidato a prefeito, além dos vinte e sete pré-candidatos a concorrer uma cadeira na Câmara de Vereadores no ano que vem. O deputado estadual Ricardo Guidi participou da convenção e disse que acredita que o partido passará de uma cadeira na câmara para três na próxima legislatura.

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Combates de Everaldo

Diante dos constantes problemas e manifestações contra o prefeito de Laguna, Everaldo dos Santos (PMDB), o vereador de Laguna Andrey Pestana (PSD) também fez duras críticas na Sessão da Câmara de quarta-feira. Ele lembrou que já em 2013 alertava que deveria haver um bom planejamento orçamentário com os recursos do ISS de obras pontuais (ex: Ponte Anita Garibaldi), evitando problemas futuros e o que os mesmos fossem utilizados como investimento e não custeio.

Além das críticas dos adversários, o prefeito Everaldo também volta a enfrentar problemas com manifestações anônimas e mentirosas nas mídias sociais. Nesta sexta-feira, tive acesso a um texto que informava sobre a renúncia dele da prefeitura. O texto estava com uma formatação visual como se tivesse sido escrito pelo jornalista e diretor do Jornal Notisul Cristiano Carrador. Obviamente a informação é mentirosa, pois Carrador não escreve mais a Coluna Análise desde 2013.

Amianto

A Imbralit comunicou ao mercado neste mês de novembro que vai substituir a linha de telhas de fibra de amianto por fibras naturais de celulose e fios sintéticos de PVA e PP. A nova produção foi desenvolvida a partir da compra de tecnologia européia, realizada nos últimos quinze anos e que teve como parceira a Universidade de São Paulo (USP). O novo produto terá garantia de qualidade de 10 anos. A utilização do amianto como matéria prima vem sendo alvo de discussões há alguns anos. Na Europa, é proibido desde 2005.

quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Um estado de contrastes

O estado de Santa Catarina apresenta números contrastantes para o turismo que ao mesmo tempo deixam o setor otimista e preocupado. Nos últimos nove anos o estado foi escolhido oito vezes como o melhor destino turístico do país. O título é dado pelos leitores de uma das revistas de maior prestígio na área. Ou seja, os turistas gostam daqui e continuam vindo.

Mas a pergunta que fica é até quando. As rodovias estaduais estão em péssimas condições e as federais precisam de ampliação. Elas seriam importantes para o turista conhecer outras regiões do estado. Mas quem é que se aventura por elas? Sem falar que as estradas também são fundamentais para o escoamento da produção agrícola e industrial do estado, já que as ferrovias e hidrovias não atendem à todas necessidades. Boas estradas interessam a muita gente.

No quesito aeroporto a situação também é preocupante. É a porta de entrada para boa parte de quem visita o estado, e o quadro que se apresenta é bem ruim. O Aeroporto Hercílio Luz, de Florianópolis, está entre os sete mais saturados do país. Ou seja, já atende um número de passageiros maior do que a capacidade instalada.

Outros aeroportos como o de Jaguaruna poderiam ser uma alternativa para a venda de pacotes turísticos para todo o litoral sul. De Garopaba a Passo de Torres, os visitantes que chegam ao estado por via área poderiam ter este equipamento como opção. Mas do jeito que anda, com a dependência de tempo bom para fazer a operação funcionar e ainda com uma única opção de voo são poucos os atrativos para que ele seja utilizado. Só com as chuvas de outubro, o Aeroporto ficou nove dias sem operar. Teve semana que só um dos cinco voos previstos foi realizado.

Os empresários do setor, com certeza, devem andar angustiados com tamanha inércia do setor público que não consegue fazer a parte que lhe cabe. É tudo muito devagar, burocrático, ineficiente e totalmente desconectado das necessidades da sociedade e do setor produtivo.

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Leilão de energia solar e eólica

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) deve promover na próxima sexta-feira, 13/11, um Leilão para Contratação de Energia de Reserva, chamado de segundo Leilão de Energia de Reserva, de 2015. Neste leilão serão negociados Contratos de Energia de Reserva (CER) para empreendimento de geração de energia a partir de Fonte Solar Fotovoltaica e a partir de Fonte Eólica. O início do fornecimento de energia está previsto para 1º de novembro de 2018, por um prazo de 20 anos. Havia expectativa de que o grupo Open, que tem um projeto para implantar complexo de geração de energia eólica na região sul de Santa Catarina participasse do leilão. Com investimento estimado de R$ 750 milhões, serão cinco parques, com 65 torres, localizados entre Laguna e Tubarão.

terça-feira, 10 de novembro de 2015

Quem aposta em novidade?

A mudança no prazo mínimo de filiação partidária aprovada na reforma eleitoral deste ano esfriou as articulações em torno das candidaturas de 2016. Se antes era de um ano, agora passou para seis meses antes das eleições, o que significa que até o início de abril nada estará definido. Todas as reviravoltas possíveis podem acontecer.

Mas é claro que apesar disso, as especulações continuam acontecendo. Em Tubarão, por exemplo, existem dois cenários possíveis. Um com três ou até quatro candidaturas de PT, PSDB, PMDB e PP, bem semelhante ao que aconteceu em 2012 e que para muitos favoreceria o atual prefeito Olavio Falchetti. Outro cenário seria com um chapão, unindo todos os partidos de oposição PSDB, PMDB, PP e PSD contra o PT.

Para que o chapão seja formado, dois partidos precisariam abrir mão de estar presente na majoritária e aí seriam negociadas a presidência da câmara de demais secretarias municipais. Será que se acertam? Como o ex-prefeito Carlos Stüpp (PSDB) não abre mão de ser candidato, os demais partidos também teriam que concordar com isso.

Se concretizada esta possibilidade a eleição seria praticamente um plebiscito comparando a atual gestão e com os dois mandatos do ex-prefeito. Para alguns pode ser um trunfo e para outros também um risco.

Corre por fora ainda uma terceira corrente com aposta num nome novo, fora do cenário político atual. Algo semelhante ao que aconteceu em Joinville, com o empresário Udo Dohler. Resta saber quem seria esta pessoa e qual partido seguiria esta estratégia? Mas no ritmo que está, esta informação vai ficar trancada numa gaveta, a sete chaves, até 2 de abril de 2016.

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Fenatran 2015

A Librelato Implementos Rodoviários está presente na Fenatran 2015 que começa nesta segunda-feira, em São Paulo. O evento será um dos últimos no Anhembi Morumbi que será modernizado. Na feira, a empresa de Orleans quer se destacar pelas inovações que resultaram dos investimentos de R$ 23 milhões feitos em pesquisa nos últimos anos.

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

SDRs: o que dizem alguns deputados

O Projeto de Lei (PL 260/2015) que transforma as Secretarias de Desenvolvimento Regional (SDRs) em Agências de Desenvolvimento Regional (ADRs) foi debatido nesta quinta-feira (5) durante a sessão plenária da Assembleia Legislativa. Confira a opinião de alguns parlamentares:

Valmin Comin (PP): considera "meia-boca" o projeto enviado pelo Executivo. "Duvido que o governador queria esse modelo de projeto. Gostaria, sim, da redução ou até da extinção das SDRs. Teria a aquiescência da maioria da população. Mas, pela conjuntura política, talvez fique impossibilitado de promover essa ação", disse. O parlamentar ressaltou que o país e o estado precisam tomar medidas para enxugar a máquina pública. "Números mostram que são despendidos em torno de R$ 250 milhões ao ano com as SDRs. Entendo a coerência dos companheiros do PMDB, é legítima a defesa. Porém, não se trata de coerência, trata-se de responsabilidade social pelo momento singular que estamos vivendo."

Leonel Pavan (PSDB): o projeto "deveria ser mais radical". O ex-governador defendeu a ideia original de Luiz Henrique da Silveira, que indicava uma regional para cada associação de municípios. "Deveríamos partir para esse caminho", afirmou.

Sem medidas compensatórias

O deputado Luiz Fernando Vampiro (PMDB) lamentou, na tribuna da Alesc, a resposta dada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (DNIT) ao requerimento de sua autoria sobre as medidas compensatórias da construção da Ponte Anita Garibaldi, em Laguna. O parlamentar criticou o Ibama por ter concedido a licença de instalação sem determinar nenhuma medida compensatória específica em Laguna. "Fico insatisfeito e deixo a minha indignação. Deveria ter uma medida compensatória à comunidade da região pelos prejuízos à pesca artesanal. Conseguiríamos realizar o desassoreamento do Complexo Lagunar para beneficiar as 8 mil famílias que dependem da atividade."

Na avaliação do deputado Valmir Comin (PP), "o processo foi feito de maneira imposta". O maior erro, segundo o parlamentar, "foi não conceder a condição de asfaltamento da rodovia que liga Pescaria Brava a Imaruí como forma de impulsionar o desenvolvimento da região."

SDRs: um desgaste de cinco anos

O governador Raimundo Colombo (PSD) já está no segundo mandato, mas tem um assunto que tramita o governo dele desde o início que ainda não teve um desfecho: o destino das SDRs. Desde que ele assumiu o cargo, elas continuam por aí, mas nunca mais foram as mesmas conforme um dia imaginou o idealizador Luiz Henrique da Silva (PMDB).

Desde 2011 elas vêm passando por um processo de enfraquecimento, falta de recursos e de poder de resolução. A consequência disso é que os prefeitos, por exemplo, já vão direto a um deputado ou outro secretário estadual em Florianópolis para buscar alguma reivindicação. Preferem pular a SDR local.

Enquanto isso, o secretário de desenvolvimento regional, que está no interior do estado fica se virando com o que tem. Geralmente é só pepino. Estradas esburacadas, escolas fechando ou precisando de reforma e obras que não consegue terminar.

Agora um projeto tramita na Assembleia Legislativa propondo a transformação das SDRs em Agências de Desenvolvimento Regional. Seriam extintos 108 dos atuais 455 cargos comissionados e 136 das 468 funções de chefia ocupadas por servidores de carreira. Só a regional da Grande Florianópolis seria extinta. As outras 35 seriam mantidas.

O presidente da Assembleia Legislativa, Gelson Merísio (PSD), disse na semana passada que se fosse governador fecharia as SDRs, mas como não é vai apoiar a decisão do correligionário Raimundo Colombo.

Outros deputados, como Rodrigo Minotto (PDT) tem proposta de acabar definitivamente com as SDRs. Para ele, os R$ 418 milhões usados para manter as secretarias em 2014 poderiam ser usados em outras áreas.

Seja lá o que for decidido para as SDRs, o que decepciona mesmo é a demora para resolver o assunto. Quase cinco anos seria tempo suficiente para inclusive, ouvir o que a sociedade organizada pensa sobre o assunto. Se um dia as Secretarias serviram para descentralizar o governo, nada melhor do que ouvir o que interior tem para dizer. Mas mais do que nunca, resolver logo o assunto.

Hospital de Laguna paralisa atendimentos eletivos

A Presidente do Hospital da Laguna, Regina Ramos dos Santos, informou esta manhã que a instituição vai paralisar os atendimentos eletivos do Serviço de Emergência, a partir da próxima segunda-feira, às 7 horas. Em carta aberta, ela explica os motivos da decisão. Confira a integra abaixo.

"CARTA ABERTA À POPULAÇÃO, IMPRENSA E AUTORIDADES DA LAGUNA E REGIÃO
Considerando:
- O descumprimento, por parte da Prefeitura Municipal da Laguna, do acordo de parcelamento da dívida com o Hospital, firmado em agosto próximo passado, além do atraso do pagamento da parcela atual dos recursos de origem municipal, que totalizam o valor de R$ 100 mil;
- Que, no próximo dia 10 de novembro, outra parcela de R$ 100 mil se somará a esta, dobrando, assim, o valor da dívida;
- Que os atrasos dos repasses já vinham acontecendo há muitos meses, prejudicando seriamente o cumprimento dos compromissos financeiros do Hospital;
- Que, devido ao acordo firmado em agosto com a Prefeitura, o Hospital aumentou suas despesas, ao contratar mais um plantonista por dia, no horário entre 13 e 23 horas, agravando, assim, a situação; e 
- Que foram esgotadas todas as possibilidades de diálogo, inclusive com consulta ao Ministério Público...
Por tudo isso, a Direção/Administração do Hospital da Laguna, em reunião com os médicos do Serviço de Emergência, resolveram suspender os atendimentos eletivos do Serviço de Emergência, sem prejuízo do atendimento aos pacientes graves (casos de urgência/emergência), a partir da próxima segunda feira (dia 09), às 7 horas, e até que sejam quitados todos os valores devidos.
Informamos, ainda, que o atendimento aos pacientes internados e àqueles que procurarem o Hospital para realização de exames por imagem e outros continuará sendo feito normalmente.
Lamentamos profundamente tal situação, porém foi a única alternativa encontrada com vistas a não prejudicar ainda mais o atendimento essencial que prestamos."

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Garoto propaganda

O equilíbrio nas finanças do estado coloca o governador Raimundo Colombo como garoto propaganda do PSD nacional. As informações sobre o desempenho catarinense ganham destaque no site nacional do partido. Colombo é o atual vice-presidente nacional do PSD e um dos dois governadores que a sigla tem. O outro é o governador de Amazonas Omar Aziz.

SC no forró

A Vila do Forró, novo espaço no Centro de Tradições Nordestinas (CTN) em São Paulo, tem a participação de uma empresa catarinense. Todo o espaço foi pintado com a Tinta Acrílica Premium Anjo Mais. A arquitetura colonial do Pelourinho de Salvador e dos centros velhos de Olinda e Recife foram a inspiração para os projetistas. A assinatura do projeto é do artista plástico e publicitário Márcio Pucci, juntamente com os arquitetos e projetistas da MX15 Comunicação Visual e Dinâmica Stands. A Vila do Forró integra o CTN que em termos comparativos seria o Centro de Tradições Gaúchas (CTG) que se espalharam para o Brasil a partir do Rio Grande do Sul.

terça-feira, 3 de novembro de 2015

UTI móvel para Capivari

O deputado estadual Rodrigo Minotto (PDT) anunciou ao vice-prefeito de Capivari de Baixo, Tião da Telha (PDT), a liberação de uma emenda parlamentar para compra de uma ambulância que será transformada em uma UTI móvel para atender a população da cidade. A informação foi dada durante a visita de Tião ao gabinete do deputado nesta terça-feira, 3/11. Os recursos serão encaminhados pelo Governo do Estado ao município, no valor de aproximadamente R$ 150 mil.

Movimentos por pavimentação

A nossa região viu nos últimos meses as obras de revitalização da rodovia que liga Tubarão a Braço do Norte. As obras ainda não acabaram, geram transtorno, mas o resultado vai ser bom para todos.

Mas ao mesmo tempo, outras rodovias precisam de atenção do Estado. Algumas delas nem tem pavimentação ainda. É o caso da estrada que liga Pescaria Brava a Imaruí e outra que liga São Martinho a São Bonifácio. As duas poderiam ser boas alternativas para fugir da BR-101, que mesmo duplicada, sofre com congestionamentos e trafego intenso.

Só que mais do que uma rota alternativa de trânsito, a pavimentação de estradas leva qualidade de vida aos moradores e também uma possibilidade de desenvolvimento econômico. Nestes dois casos por exemplo, o potencial turístico é enorme.

No próximo sábado, os moradores de São Martinho e São Bonifácio pretendem fazer um protesto para pedir mais uma vez a pavimentação da rodovia que é chamada de Histórica. Em Imaruí e Pescaria Brava, as lideranças também começam a se mobilizar, mas ninguém sabe quando algum projeto vai sair do papel.

Pelo ritmo de outras reivindicações pode-se imaginar que vai demorar bastante. Mas se não houver cobrança aí mesmo que nada acontece.

Legalização dos jogos em questão

A Câmara dos Deputados instalou na semana passada a Comissão Especial do Marco Regulatório dos Jogos no Brasil, que vai analisar mais de dez propostas sobre a legalização de bingos, cassinos, jogo do bicho, jogos pela internet e caça-níqueis. O projeto mais antigo sobre o tema foi apresentado há mais de 20 anos para descriminalizar o jogo do bicho.

Para os defensores da proposta a regularização dos jogos vai ser fonte de empregos e turismo. A análise dos projetos vai ocorrer em meio à intenção do governo de buscar novas fontes de recursos para os cofres públicos. A liberação dos jogos no País pode gerar arrecadação equivalente a mais da metade dos R$ 32 bilhões que o governo planeja obter com a volta da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF).

Já para quem é contrário a proposta, a liberação dos jogo pode significar lavagem de dinheiro, dificuldade de fiscalização e risco de vício. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), entre as pessoas que apostam, cerca de 3% enfrentam problemas por causa de jogo, como dívidas ou desentendimentos familiares, e 2% são dependentes.

Você aí leitor, é contra ou a favor?

Mais informações...

Categories

A Hora do Voto Acit Ada De Luca Aeroporto Regional Sul Alesc Amurel Arena Multiuso Armazém BR-101 Braço do Norte Brasília Câmara Capivari de Baixo Câmara de Braço do Norte Câmara de Criciúma Câmara de Grão-Pará Câmara de Gravatal Câmara de Imaruí Câmara de Imbituba Câmara de Jaguaruna Câmara de Laguna Câmara de Sangão Câmara de São Martinho Câmara de Tubarão Câmara dos Deputados Capivari de Baixo Carlos Stüpp CDL CDR Charge Debates DEM Deputados Desenvolvimento Diário do Sul Dilma Roussef DNIT Economia Edinho Bez Educação Eleições 1982 Eleições 1986 Eleições 1989 Eleições 1992 Eleições 1996 Eleições 1998 Eleições 2000 Eleições 2002 Eleições 2004 Eleições 2006 Eleições 2008 Eleições 2010 Eleições 2012 Eleições 2014 Facisc Governo Estadual Gravatal Imaruí Imbituba Impostos Indústria e Comércio IPTU Jaguaruna JBGuedes Joares Ponticelli Jorge Boeira José Nei Ascari Justiça Justiça Eleitoral Laguna Leis Meio Ambiente Obras Olávio Falchetti Partidos PCB PCdoB PCO PDS PDT Pedras Grandes PEN Pepê Collaço Pesca Pescaria Brava Pesquisas PHS PL PMDB PMDB Mulher PMN Política Porto de Imbituba PP PPA PPB PPL PPS PR PRB Prefeitos Prefeitura de Capivari de Baixo Prefeitura de Gravatal Prefeitura de Jaguaruna Prefeitura de Laguna Prefeitura de São Martinho Prefeitura de Tubarão Prefeituras Presídio Prona Propaganda partidária PRP PRTB PSB PSC PSD PSDB PSDC PSL PSOL PSPB PSTU PT PTB PTC PTdoB PTN PV Raimundo Colombo Rede Sustentabilidade Reforma Administrativa Reforma Eleitoral Reforma Política Reforma Tributária Reforma Universitária Rhumor Rio Tubarão Rizicultura Salários Saúde SDR de Braço do Norte SDR de Laguna SDR de Tubarão SDRs Segurança Senado Senadores Sociedade STF TCE TJ-SC Trânsito TRE Treze de Maio TSE Tubarão Turismo Unisul Unisul TV Vereadores