terça-feira, 20 de outubro de 2015

Ninguém garante

A mudança no prazo de filiações partidárias deixa muitas dúvidas para as eleições de 2016. E nem estou falando dos questionamentos jurídicos que isso vai gerar. Pois com certeza, vai ter partido político questionando a validade de muitas candidaturas e cobrando cargos eletivos, em nome da fidelidade partidária.

O que me refiro é na montagem das candidaturas. O que se conversa hoje já tinha muita possibilidade de mudar e agora com esta janela é quase certo que vai mudar.

Por isso, quem trabalha nos bastidores das articulações políticas vem afirmando que quem não estiver com as alianças bem definidas e amarradas até o final de 2015 corre o risco de ficar sozinho em abril, prazo final para a troca de partidos. Quem deixar para 2016 pode ficar perdido no meio de barganhas e até mesmo na falta de palavra, pois no frigir dos ovos, tudo pode acontecer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são sempre bem-vindos e importantes para que se preserve uma das características essenciais da ferramenta blog: seu caráter colaborativo. No entanto, é fundamental garantir que esse ambiente mantenha seu propósito e conserve os objetivos de acordo com os quais foi idealizado.
Pensando nisso, adotamos a seguinte política de moderação:

• o envio de comentários não implica automaticamente na sua publicação;
• os comentários devem estar sempre relacionados aos temas tratados nos posts e podem, ou não, ser publicados no blog;
• ao enviar qualquer comentário, o usuário se declara autor legítimo do material, responsabilizando-se e isentando o autor do blog de qualquer reclamação ou demanda e autoriza sua reprodução gratuita e definitiva;
• os comentários não poderão conter manifestação de qualquer forma de preconceito; linguagem grosseira e obscena; agressão, injúria, difamação ou calúnia a pessoas e instituições; propaganda político-partidária ou que faça menção a empresas e marcas.

Google+ Followers

Seguidores