quinta-feira, 30 de abril de 2015

Décadas de greve

A atual greve dos professores em Santa Catarina já dura mais de um mês. Os profissionais estão buscando seus direitos e tentando manter a valorização da profissão. Situação que vem se deteriorando nas últimas décadas. Mas eu fico imaginando como ficam as famílias dos estudantes das escolas que estão sem aulas. Os alunos e seus familiares engrossam a lista dos prejudicados com mais uma greve.

Eu não tenho e nem encontrei um histórico formal sobre a greve dos professores e por isso uso apenas a minha memória para lembrar que há pelo menos três décadas estes movimentos estão acontecendo. E com uma frequência cada vez maior. Em 2011, por exemplo, durou 62 dias, mas eu tenho quase certeza de que nos anos 90 tivemos movimentos maiores e até mesmo duas greves num mesmo ano.

Como este tempo parado com a greve é recuperado? Depois vem um calendário de reposição de aulas, mas convenhamos, nunca é a mesma coisa. Mas os jovens, que são sempre lembrados como o futuro da nação, estão preocupados.

Ontem, na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Rodrigo Minotto (PDT), leu uma carta de uma estudante endereçada ao governador Raimundo Colombo. No texto, ela explica que está cursando o último ano do ensino médio e demonstra preocupação porque "os professores não merecem passar por tudo isso, eles são os heróis de nossas vidas. Eles nos trazem conhecimento, nos preparam para os obstáculos da vida e nos abrem os olhos para o futuro, para que assim possamos ser um dia médicos, advogados, jornalistas, nutricionistas, psicólogos".

Segundo a estudante, ser professor hoje em dia é uma grande batalha, que nunca se acaba. "Ser professor é ter que enfrentar a chuva, o sol, a tempestade, madrugadas e encarar mais um dia de greve na luta por seus direitos. Ser professor é ficar sem respostas. Porque ser professor hoje em dia é pensar 1, 2, 3, até 4 vezes antes de escolher essa profissão. Graças ao professor, o senhor (governador) aprendeu a ler e a escrever e também chegou onde queria. Foi pela sua força de vontade e persistência, mas também porque um professor não mediu esforços para lhe ensinar. Pense nisso", finaliza a carta.

Continue lendo...

terça-feira, 28 de abril de 2015

Etapa vencida

A chegada e partida do voo inaugural da TAM no Aeroporto Regional de Jaguaruna foi um evento para ficar na história da região. Ninguém esperava que tanta gente fosse até lá para ver o que estava acontecendo. Depois de décadas a região volta a ter uma ligação aérea regular com o grande centro do país. Mais do que um avanço, é a recuperação de um equipamento de logística para recolocar o sul do estado nos trilhos do desenvolvimento.

A implantação desta primeira linha, de segunda a sexta-feira, é uma etapa vencida e outras ainda precisam de cobrança e atenção. O término da duplicação da BR-101, a duplicação do acesso ao Porto de Imbituba, conclusão da rodovia Serra-Mar, com uma ligação entre Tubarão e Laguna, via rodovia Aggeu Medeiros, atração de investimentos industriais e consolidação de roteiros turísticos, são alguns dos itens desta lista. Nosso potencial é muito grande.

Continue lendo...

Um protesto melhor

A festa de ontem só não foi mais completa porque as manifestações da Central Unificada dos Trabalhadores e Sindicato dos Professores tiveram repercussões negativas entre o público. As principais bandeiras, contra a Lei da Terceirização e o fim da greve dos professores, são reivindicações legítimas dos trabalhadores. Mas o comentário geral entre o público foi de que a forma como ocorreram não foi a melhor. Podiam ter espalhado faixas sobre os custos da obra que chegaram a R$ 16 milhões. Sobre os mais de R$ 200 mil reais por mês que o estado paga desde o ano passado para manter o aeroporto funcionando e os valores que ainda vão ser aplicados para subsidiar a operação da TAM. Mas ao contrário, preferiram prejudicar o trabalho da imprensa. Profissionais foram ofendidos e sobrou até spray de pimenta para alguns. Sobre o local e o momento também houve discórdia, mas ninguém vai fazer manifestação em lugar vazio. E aí faltou previsão dos organizadores.

Continue lendo...

Morre Tilico, ex-prefeito de Braço do Norte

O ex-prefeito de Braço do Norte, Luiz Kuerten (PP), o Tilico, faleceu nesta segunda-feira, 27/4. Filho de Fredolino Kuerten e de Alba Thiesen Kuerten, Tilico, como era conhecido popularmente foi prefeito municipal de Braço do Norte, de 1993 a 1º de janeiro de 1997, e de 1º de janeiro de 2005 a 1º de janeiro de 2009. Nascido em 20 de maio de 46, Tilico completou 69 anos de vida na semana passada. Além de prefeito, também foi presidente da Cooperativa de Eletrificação de Braço do Norte – Cerbranorte, em duas ocasiões: de 1989 a 92 e de 92 a 95. Ele lutava contra um câncer há décadas. Deixa a esposa, dona Marlene, os filhos Cristini e Luiz Kuerten Júnior, e dois netos. O sepultamento será às 16h da tarde desta terça-feira.

Continue lendo...

segunda-feira, 27 de abril de 2015

Brunel e Pepê

O ex-prefeito de Capivari de Baixo, Luiz Carlos Brunel Alves (PMDB), ainda é o principal nome do partido para disputar a eleição municipal de 2016. Já o genro, Pepê Collaço (PSD), tem sido incentivado por partidos menores a mudar o domicílio eleitoral para ser candidato a prefeito em Capivari de Baixo. Se ficar em Tubarão, Pepê será candidato a vereador.

Continue lendo...

Protestos atrasados

O atraso anunciado de quase dois meses para o fim das obras da Ponte Anita Garibaldi pode provocar algumas instituições a realizar um protesto na BR-101. A ideia é fechar a ponte do canal de Laranjeiras. Levando em conta que a obra da BR-101 Sul está atrasada há bem mais que dois meses, protestos como esse já deveriam ter sido realizados há muito tempo.

Continue lendo...

quinta-feira, 23 de abril de 2015

Dando motivos

A classe política não se cansa de dar exemplos de que está completamente desconectada da realidade nacional. O aumento da verba do Fundo Partidário é mais um exemplo. Triplicar o repasse de recursos públicos para os partidos políticos vai na contramão do que se tem feito e falado em 2015.

O Governo corta investimentos porque tem que economizar. A população enfrenta aumentos de preços e impostos. E por sua vez os partidos políticos vão ganhar um aumento que ninguém ganha no próprio salário.

Erra o Congresso que propôs a emenda ao orçamento, erra a presidente ao aprovar o aumento e erram agora os partidos que vem a público dizer que não vão usar o dinheiro. Parece mais uma armadilha, pois os mesmos que propõem o aumento, depois dizem que não o querem.

O destaque deste assunto nos últimos dias, pelos menos reacende a discussão sobre o financiamento público das campanhas eleitorais. Esta outra proposta prevê mais uns R$ 5 bilhões de recursos públicos destinados aos candidatos em nossas eleições que temos a cada dois anos. Será que é isso mesmo que o cidadão brasileiro quer?

A desculpa de que o financiamento público vai acabar com as contribuições do setor privado não convence. Que os senhores deputados e senadores limitem as doações a um salário mínimo por CPF. Aí sim, vamos ver quem são os candidatos mais populares e que atraem a confiança do eleitor, a ponto de ele fazer uma contribuição.

Porque dinheiro público nas campanhas já está mais do que comprovado que tem o suficiente. A previsão de mais de R$ 860 milhões no orçamento para o Fundo Partidário não é uma razão para pedir impeachment de ninguém, mas é um assunto para incluir na lista dos protestos.

Continue lendo...

Em breve, o PCdoB em Tubarão

Há pouco mais de um ano das próximas eleições, alguns partidos buscam se reorganizar no interior do estado. Um deles é o PCdoB que está sendo reativado em Tubarão. A secretária estadual de Assistência Social, Ângela Albino, e o deputado estadual César Valduga, devem vir à cidade nas próximas semanas para instalar a Comissão Provisória da sigla.

Continue lendo...

quinta-feira, 16 de abril de 2015

Progresso pelos ares

Há dez dias do início dos voos entre Jaguaruna e São Paulo a questão do transporte do Aeroporto Regional até as cidades vizinhas ainda é uma dúvida. Uma empresa de Içara já decidiu por uma linha executiva experimental a partir de Criciúma. De Tubarão existe uma expectativa.

Se de ônibus temos estas tratativas, não se pode dizer o mesmo dos táxis. O Aeroporto vai ser inaugurado sem um ponto oficial. O que se sabe é que o processo de licitação feito pela prefeitura não foi pra frente. Será que estão querendo beneficiar alguém? ou com medo de que o serviço seja feito por profissionais de fora da cidade? Não se sabe, mas parece que a torcida contra o progresso é grande.

Como o Aeroporto está localizado no território do município, Jaguaruna tem muita expectativa sobre ele, mas neste ritmo, pouco deve acontecer. Sem um acesso direto do centro da cidade, nada vai passar por ali. Quem usar o aeroporto, vai entrar e sair pela BR-101/ Vai tomar o caminho do sul ou do norte e nem vai saber onde fica a sede do município. Do jeito que anda, sem o planejamento devido o jaguarunense vai ver o progresso passar pelos ares.

Continue lendo...

Só vai sobrar um aeroporto

E pra quem não bota fé no sucesso do Aeroporto de Jaguaruna, deve lembrar que o governador Raimundo Colombo (PSD) bota. O Estado repassa mais de R$ 200 mil reais por mês para a empresa que administra o terminal. Agora também vai repassar 100 mil para o Aeroporto de Forquilhinha, mas só por um ano, para manter a Infraero no comando por lá. Palavras do governador. “Nesse intervalo vamos ver o que vai acontecer. Não tem sentido a gente ficar pagando por dois aeroportos e eu entendo que vai deslocar muito movimento para Jaguaruna”. Ou seja só vai sobrar um, e este um será Jaguaruna.

Continue lendo...

Iluminação da BR: "bota na conta do pedágio"

Sobre quem vai pagar ou deixar de pagar a conta de iluminação de pontes e viadutos da BR-101, o leitor Kinho Margotti lembra que em breve a região vai ter a instalação de pedágios. Então, nada mais justo e certo que a empresa concessionária do serviço pague esta conta. É uma situação simples e que já ocorre no trecho norte, e sem necessidade dos prefeitos ficarem quebrando a cabeça sobre este assunto.

Continue lendo...

Fraude das subvenções: presos suspeitos de participar do esquema

Em Laguna quatro pessoas tiveram a prisão temporária decretada após fraudes em recursos de subvenções vindos da fazenda estadual. O município foi o que mais recebeu esse tipo de auxilio e 28 entidades podem estar envolvidas no golpe

Continue lendo...

terça-feira, 14 de abril de 2015

Ideia boa, mas que deu errado

Quando a reeleição foi aprovada e instituída no Brasil em 1997 e passou valer nas eleições de 1998, a ideia era dar mais tempo para que propostas e projetos de governo fossem aplicados. Entendia-se que um governante em apenas quatro anos não tinha o tempo necessário para fazer o que apresentava nas campanhas eleitorais. À época era uma boa ideia.

Mas o tempo mostrou que nem sempre as boas ideias dão certo. Nem sempre o que funciona em outros países pode servir para ser aplicado aqui e a reeleição é um destes casos. O processo político brasileiro conseguiu corromper mais este mecanismo da democracia.

Hoje um prefeito, governador e presidente é eleito, e logo após assumir já começa a se falar na reeleição. Primeiro trava-se uma disputa interna dentro do próprio partido para garantir que nenhuma outra liderança vá ganhar espaço a ponto, de alí na frente, desbancar o sujeito que tem a preferência para disputar a reeleição.

Enquanto isso, este mesmo político fica se equilibrando sobre uma ninhada de partidos que foram juntados, sob o nome de coligação, para sustentar o governo. Com o tempo, os insatisfeitos vão caindo fora, ou vão cobrando mais espaço dentro do poder, para mais à frente poder garantir apoio para uma nova coligação que vai disputar a reeleição.

Ou seja, o sujeito, de fato não governa. Fica preocupado em abafar adversários internos, agradar aliados, resolver desavenças, atender os insatisfeitos em nome da governabilidade, que na verdade não existe. O belo plano de governo apresentado durante a campanha, que de tão bonito já era difícil de ser cumprido, fica esquecido em alguma gaveta. É um circulo vicioso que só a classe política pode encontrar o caminho.

A reeleição precisa ser revista e de forma urgente. Caso contrário, corremos o risco de ficar perdendo mais tempo. E tempo perdido não se recupera.

Continue lendo...

Subvenções sociais: escândalo antigo

Sobre as prisões e bloqueios de bens realizadas em Laguna. Lembramos que os desvios dos recursos das subvenções sociais foram denunciados em 2010. O problema não é exclusivo de Laguna e outras associações e entidades de outros municípios, entre eles Tubarão, também tiveram nomes envolvidos. Por isso espera-se por novas ações da Polícia.

Leia mais...

Continue lendo...

segunda-feira, 13 de abril de 2015

Insegurança

Da participação do Delegado Regional André Bermudes na sessão da Câmara de Vereadores de Tubarão chamou a atenção a informação de que muita gente diz não saber nada sobre os crimes ocorridos na cidade. Com medo de represálias, comerciantes chegam a apagar imagens das câmeras de segurança. Se com 100 mil habitantes já estamos assim, imagine se a cidade crescer!

Continue lendo...

Aeroporto

Santa Catarina é o Estado que figura entre os mais cobiçados pelas principais companhias aéreas brasileiras do setor de viagens corporativas. Este mercado responde por mais de 70% de todas as operações de embarques e desembarques, hospedagens, aluguel de veículos, refeições em restaurantes e a realização de grandes eventos. Está aí mais uma das áreas que pode ganhar impulse na região com o Aeroporto Regional de Jaguaruna. Alguém já está pensando nisso?

Continue lendo...

Sistema biométrico

Justiça Eleitoral quer que Santa Catarina tenha 50% dos eleitores de Santa Catarina cadastrados ao sistema biométrico as eleições de 2016. Atualmente este índice é de 10%.

Continue lendo...

Redução de salários

Prefeito de Sangão Castilho Vieira (PP), encaminhou projeto à Câmara de Vereadores para reduzir em 10% os vencimentos do prefeito, vice-prefeito e secretários municipais.

Continue lendo...

FPM cresce

Os municípios catarinenses recebem na sexta-feira (10/4) a transferência da primeira parcela do Fundo de Participação dos Municípios - FPM referente ao mês de abril. Somados, os 295 municípios catarinenses recebem o montante de R$ 128.421.691,56, em valores brutos. Segundo cálculos da Federação Catarinense de Municípios - FECAM, o montante é 6,98% maior do que a mesma parcela transferida para os municípios em 2014.

Continue lendo...

quinta-feira, 9 de abril de 2015

Terceirização: barulho deveria ser maior?

A lei 4.330 que trata de novas regras para a terceirização do trabalho no Brasil circula por corredores e gavetas de Brasília há onze anos. Mas só agora que se discute a votação na Câmara dos Deputados ela ganha repercussão.

De fato o mercado de trabalho convive há pelo menos duas décadas com práticas de terceirização que a nova Lei viria para regulamentar. Os defensores da proposta dizem que haverá mais segurança jurídica e mais competitividade na maioria dos setores econômicos. Atualmente as empresas só podem terceirizar os serviços de atividade-meio, como limpeza, segurança e contabilidade, por exemplo. Pelo novo texto vai ser permitido terceirizar todas as atividades.

Será que isso está certo? Se há tanto tempo se encontram maneiras de terceirizar o que não podia ser terceirizado já não deveríamos ter protestado antes?

De acordo com dados do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, o Dieese, há motivos para se preocupar com a nova legislação: Os trabalhadores terceirizados ganham cerca de 24% menos do que os empregados; como trabalham mais, o número de vagas de emprego pode cair; existe preconceito entre os empregados e os terceirizados; e os casos de trabalho escravo podem aumentar. Seria o que os sindicatos chamam de precarização das relações de trabalho.

Por isso, diante do número de pessoas envolvidas, já que a classe trabalhadora é a maior do país, o barulho em torno desta votação é até pequeno. A mobilização deveria ser bem maior. Mas o brasileiro parece amortecido e conformado com estas situações que soam como causas perdidas, ou então, manipulado para acreditar que só deve protestar quando o encontro é marcado pela internet.

Continue lendo...

Saúde ainda aberta em Capivari

Capivari de Baixo continua sem Secretário de Saúde depois que a ex-titular, Inês Eulália dos Reis, pediu demissão no início da semana. O atual assessor do prefeito, Carlos Salvador, é cotado para assumir o cargo, mas por enquanto ele diz que não será o secretário. Outros nomes teriam sido convidados e rejeitado o convite do prefeito, que esta semana também informou a exoneração de 30 cargos comissionados, entre eles diversos aliados políticos.

Continue lendo...

quarta-feira, 8 de abril de 2015

Clayton Conservani será o palestrante da Feincos 2015

O jornalista Clayton Conservani, da Rede Globo, será o palestrante da Feincos 2015. O nome dele foi confirmado nesta quarta-feira, 8/4, durante a apresentação de parte de programação do evento. Atualmente ele apresenta o programa Planeta Extremo. A Feincos será realizada entre os dias 20 e 24 de maio e a palestra de Conservani será no dia 21/5.

A Feincos 2015 também tem confirmada a realização da Feira CasaPronta com empresas do setor de construção, mobiliário e decoração. A Acit, organizadora da Feincos, ainda espera completar a programação com um evento na sexta-feira, 22/5, e uma Feijoada, no sábado, 23/5.

Continue lendo...

terça-feira, 7 de abril de 2015

"Secretário deve pedir desculpas aos professores", afirma Minotto

O deputado estadual Rodrigo Minotto (PDT) fez pronunciamento na tribuna da Assembleia Legislativa na tarde desta terça-feira, 7/4, para criticar as colocações do secretário de Estado da Educação, Eduardo Deschamps, durante videoconferência na semana passada. Disse que ao invés de usar o diálogo social para mediar os conflitos entre os professores da rede estadual de ensino e o governo, o secretário "abriu o verbo contra os professores, ameaçando-os com represálias". "Isso é um vergonhoso assédio moral sobre os professores, um desrespeito com a categoria, incompatível com a função pública", disse Minotto.

Para o parlamentar, a linguagem usada pelo secretário de Educação, além de inapropriada, é desqualificada e leviana, medíocre e desrespeitosa. De acordo com o deputado as ameaças veladas aos professores ACT's e estagiários ferem o direito de sindicalização dos trabalhadores consagrado pela Constituição Brasileira de 1988.

Continue lendo...

Comissão pede instalação de 2ª Vara na Comarca de Jaguaruna

Uma comissão formada pelo deputado estadual, Zé Milton (PP), prefeitos de Jaguaruna, Luís Napoli (PP), Sangão, Castilho Vieira (PP), e de Treze de Maio, Keke (PP), integrantes da OAB, vereadores e representantes de classe, que compõem a Comarca de Jaguaruna, esteve reunida, nesta terça-feira, 7/4, com o presidente do TJSC, desembargador Nelson Schaefer Martins. O objetivo da reunião foi solicitar a implantação da 2ª Vara junto ao Fórum de Jaguaruna. Atualmente existe uma Vara única com o atendimento de um juiz que administra em torno de 25 mil processos. Schaefer sinalizou positivamente ao pleito, informando que aguarda a aprovação de dois projetos que tramitam na Assembleia Legislativa, que irão possibilitar as vagas necessárias para técnicos, garantindo assim profissionais para conduzirem a nova Vara. "Eu quero antes de terminar meu mandato realizar esse pedido. Irei fazer todo o esforço possível para a realização desta conquista", declarou o presidente.

Continue lendo...

"Cenário parecido com 1964", diz João Vicente Goulart

As reformas que tanto se falam no Brasil atualmente estão em discussão há pelo menos 50 anos. Segundo o João Vicente Goulart, filho do ex-presidente João Goulart, as reformas tributária, educacional, agrária, bancária entre outras, eram assunto em 1964, ano do início da ditadura militar.

Esta lembrança foi feita ontem à noite por João Vicente, em palestra realizada na Unisul. Falou de uma realidade que vivenciou ainda menino, mas com uma visão familiar da história recente do Brasil. Foi um relato importante para os jovens estudantes, que hoje se deparam com manifestações populares e críticas ao governo.

Além de manter viva a memória do pai, relembrando as propostas e defesas das causas trabalhistas, João Vicente defendeu a manutenção da liberdade e democracia e repudiou as manifestações pela volta da ditadura militar. Para ele, o cenário de agora é bem parecido com os anos 60, mas o país não pode correr o risco de cometer os mesmos erros.

Continue lendo...

Projeto será discutido com promotoria

O líder do governo na Câmara de Tubarão, vereador Matusa (PT) retirou o Projeto de Lei sobre a Política Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente da pauta da sessão de ontem. O projeto será discutido pelo Conselho Municipal com a promotoria da Infância e Juventude antes de ser recolocado em votação.

Continue lendo...

Pacientes reclamam no INSS de Tubarão

É grande o número de reclamações no INSS de Tubarão pela falta de renovação dos pedidos de auxílio saúde. Uma paciente que realiza tratamento de câncer que tinha o auxílio renovado a cada 30, teve o pedido negado esta semana. Ela relata ainda que já viu até funcionário ser agredido diante da revolta dos pacientes.

Continue lendo...

segunda-feira, 6 de abril de 2015

Edinho Bez na subcomissão da Telefonia

Nesta quarta-feira, 8/4, a subcomissão da Câmara dos Deputados vai se reunir para tratar sobre melhorias nos serviços de telefonia no Brasil. O deputado federal Edinho Bez (PMDB) será o relator da subcomissão que tem como objetivo avaliar a situação da qualidade dos serviços prestados hoje. Em pauta, já na primeira reunião, o parlamentar apresentará requerimento solicitando uma audiência pública com as presenças do ministro da Comunicação, Ricardo Berzoini (PT), o presidente da Anatel, João Batista de Rezende, técnicos do Tribunal de Contas da União e representantes de todas as operadoras de telefonia do Brasil.

Continue lendo...

Secretária de Saúde de Capivari pede demissão

A prefeitura de Capivari de Baixo comunicou no final da manhã desta segunda-feira que a secretária de Saúde, Inês Eulália dos Reis, pediu desligamento do cargo por motivos pessoais. A ex-secretária é funcionária efetiva do município, concursada como técnica em enfermagem e, por motivos de saúde, está afastada também desta função, por um período de 30 dias. O prefeito Moacir Rabelo (PP) ainda não definiu a pessoa que irá assumir a secretária.

Continue lendo...

PMDB em Laguna

O PMDB de Laguna conta com a pré-candidatura de dois membros do primeiro escalão da prefeitura para reforçar a nominata para a Câmara de Vereadores. A chefe de gabinete Maria Inês Uliano e o secretário de Obras e Saneamento, Renato de Oliveira, são nomes aguardados. Em 2012, o PMDB fez mais de 7.500 votos para vereador e hoje tem cadeiras na Câmara.

Continue lendo...

quarta-feira, 1 de abril de 2015

HNSC sob nova gestão

A parceria entre a Sociedade Divina Providência (SDP), administrada pelas Irmãs da Congregação da Divina Providência, e a Associação Congregação de Santa Catarina (ACSC), para gestão do Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC), de Tubarão, teve iniciou oficialmente nesta quarta-feira (1º/04). A partir de hoje, contratos, bens e funcionários do HNSC, e de outros dois hospitais da Divina Providência – o Santa Isabel, de Blumenau, e o São José e Maternidade Chiquinha Gallotti, de Tijucas - são responsabilidade dos novos administradores. O novo administrador do HNSC é Artur Hummel.

Continue lendo...

Google+ Followers

Seguidores

Twitter







Recent Visitors