quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Discurso do mais viável

Na última eleição para prefeito de Tubarão vimos uma série de anúncios em jornais divulgando pesquisas sobre quem estaria em segundo lugar na preferência do eleitor. Como não temos segundo turno por aqui, confirmou-se apenas que era um último recurso para chamar a atenção do eleitor que já tinha Olávio Falchetti como preferido e com a vitória garantida.

Agora estamos vendo novos anúncios, desta vez com os candidatos a deputado estadual dizendo, cada um deles, que só eles têm chances de se eleger. Se tirarmos pelas experiências passadas, pelo jeito não vai ninguém de Tubarão. E se isso se confirmar, a região da Amurel terá sua representação na Assembleia Legislativa reduzida ainda mais.

Com a representação política enfraquecida vamos ter de buscar apoio com parlamentares que têm base eleitoral em outras cidades. Prefeitos e demais lideranças vão ter de recorrer a alguém para obter e liberar emendas, por exemplo. Ao prestar esta atenção, certamente eles vão querer ampliar estas bases e vão cobrar apoio nas próximas eleições. E assim vamos ver mais e mais candidatos pedindo e levando votos por aqui.

É um circulo vicioso e que só tem aumentado nos últimos anos. É difícil apontar responsabilidade e colocar a culpa nesta ou naquela liderança, ou até mesmo no eleitor. Mas é uma situação que fica cada vez mais difícil de ser contornada.

Continue lendo...

Farra dos canteiros

A farra de candidatos diversos poderia ser vista nas rótulas e canteiros centrais das avenidas da cidade. Parte deste problema foi resolvido nos últimos dias. A Justiça Eleitoral, com apoio da Prefeitura de Tubarão, recolheu mais de 50 cavaletes que estavam em situação irregular. Todos foram recolhidos depois das dez horas da noite, o que ultrapassava o horário permitido que é entre seis da manhã dez da noite.

Continue lendo...

Google+ Followers

Seguidores

Twitter







Recent Visitors