terça-feira, 1 de abril de 2014

Nos ombros de Vignatti

A posse de Ideli Salvatti na Secretaria de Direitos Humanos da Presidência define o rumo de um nome importante nas eleições de 2014. A ex-senadora não será candidata e a responsabilidade dos petistas catarinenses, liderados por Cláudio Vignatti, ficou ainda maior.

A presidente Dilma Roussef (PT) deseja candidaturas fortes para o Senado para tentar garantir uma folga nas votações. Sem Ideli, os petistas discutem outros nomes como o dos deputados Décio Lima ou Jailson Lima e até mesmo Vignatti, que ficou em terceiro lugar em 2010, seria uma opção.

Esta vaga de candidato ao Senado também abre possibilidade de composições para os petistas que tem realizado discussões com o PP e alimentado especulações de que estariam junto com o PMDB caso não permaneçam na coligação com o PSD.

O interessante nesta história toda é como o planejamento prévio acaba ficando de lado com o desenrolar do tempo. Nos últimos quatro anos, Ideli sempre teve mais força junto ao governo federal. Esta preferência não foi suficiente para ela garantir espaços no PT catarinense. Claudio Vignatti que deixou Brasília a partir da chegada de Ideli está há mais de três anos sem cargo, mas conseguiu articulação suficiente para conquistar o comando da sigla no Estado. O sucesso ou fracasso nas urnas estarão nas costas dele.

Continue lendo...

Licenças em Jaguaruna

Câmara de Jaguaruna terá novidades esta semana. Os vereadores Milton Goulart Ricardo e Santo Stippe, ambos do PP, tiram licença para tratar de assuntos particulares. Os suplentes Romeu de Piere (PP) e Professor Luiz Billi (PT) assumem as vagas por 90 dias.

Continue lendo...

Vereadores debatem sobre as visitas às repartições públicas

A polêmica sobre a visita dos vereadores às repartições do município voltou a ser assunto na Câmara de Vereadores de Tubarão

Continue lendo...

Google+ Followers

Seguidores