terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Mais próximo do que se imagina

Uma das principais movimentações partidárias de 2013 pode terminar sem o efeito planejado. O ex-prefeito de Imbituba, Beto Martins, deixou a Secretaria Estadual de Turismo, Cultura e Esporte e o PSDB para se filiar ao PP e ser um dos pré-candidatos a deputado estadual em 2014. Mas uma mudança de prioridades pode deixar tudo diferente.

Sem cargo público desde setembro do ano passado Martins dedica-se à iniciativa privada onde tem obtido bons resultados para o Porto de Imbituba. A ocupação com os negócios particulares seria um dos motivos da possível desistência dele em disputar o cargo.

Ocorre que o trabalho de movimentação de cargas e navios feito junto ao Porto, que desde o final de 2012 é controlado pelo Governo do Estado, agradou o governador Raimundo Colombo (PSD) e reforçado as relações entre os dois. Deixando de ser candidato, Beto Martins, estaria livre para atuar na coordenação de campanha de reeleição de Colombo numa posição privilegiada.

Sem o ex-prefeito, o Partido Progressista teria outros pré-candidatos a deputado estadual: como ex-vereador Deka May, e o ex-secretário regional Gelson Padilha.

Continue lendo...

Três é demais?

O Partido da República, o PR, já tem definidos os pré-candidatos a deputado estadual. Aqui na Amurel são três nomes: o ex-vereador de Maurício da Silva, a ex-prefeita de Gravatal Célia Fernandes e o bombeiro Antonio da Silva, de Laguna. A estratégia estadual do PR é lançar mais de 30 candidatos à assembleia e apenas um para federal, o atual deputado e presidente da sigla Jorginho Mello.

Continue lendo...

Google+ Followers

Seguidores