quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Boeira na Comissão de Agricultura

O deputado federal Jorge Boeira (PP) foi nomeado membro titular da Comissão de Agricultura da Câmara Federal, que discute os temas relacionados a um dos setores mais importantes da economia do país. Em Santa Catarina 95% das propriedades rurais são de pequeno porte e o deputado vai trabalhar, especialmente, nas causas relacionadas à agricultura familiar. O deputado também foi nomeado membro suplente da Comissão de Desenvolvimento Econômico Indústria e Comércio.

Prefeito de Capivari de Baixo é o presidente da Amurel em 2014

O novo presidente da Amurel foi eleito esta manhã. O prefeito de Capivari de Baixo Moacir Rabelo (PP), assumiu o cargo da associação

Conflito ético ou interferência?

O afastamento do presidente da Assembleia Legislativa, Romildo Titon (PMDB), levanta discussão a respeito da interferência do Poder Judiciário no Legislativo. Seria um abuso? Algo precipitado por parte do desembargador que tomou a decisão sem passar por um colegiado? É comum o legislativo acusar a justiça de se intrometer em seu poder. Contudo, é preciso salientar que enquanto o legislativo brasileiro não sofrer uma lavagem moral e ética, com certeza a justiça terá que sempre agir.

Talvez o fato mais lamentável nesta história seja o envolvimento de alguém com um cargo tão importante numa investigação que envolve um esquema criminoso de desvio de dinheiro público. Será que mesmo sendo alvo desta denúncia, Titon deveria ter assumido a presidência da Assembleia?

O agora presidente afastado poderá voltar ao cargo se tiver sucesso nos recursos jurídicos possíveis, mas estará fragilizado. Um dos motivos alegados para o afastamento foi a nomeação para a chefia de gabinete da esposa de um ex-funcionário da Assembleia e que também é réu na chamada Operação Fundo do Poço. Foi ingenuidade ou atrevimento? Será que outras medidas do deputado poderão ser questionadas?

Na esfera partidária, o presidente estadual do PMDB, o vice-governador Eduardo Moreira, emitiu uma nota oficial, dando irrestrito apoio a Titon e afirmando que a justiça haverá de ocorrer e o legislativo retomará suas atividades sob o comando de Romildo Titon. Será que o PMDB prejulgou Titon e condenou a justiça? Ou é apenas uma confirmação do corporativismo e fisiologismo?

Claro que a atitude emocional de Moreira também decorre da situação do partido, ameaçado de precisar abandonar a coligação com o PSD por força dos rebeldes. Mas o PMDB nacional também age desta forma, ao, por exemplo, tentar manter o mandato de Natan Donadon, mesmo condenado a 14 anos de prisão por corrupção. E teria mantido se o voto não fosse aberto.

Enquanto isso, o deputado estadual Joares Ponticelli (PP), assume interinamente a presidência que havia deixado há menos de um mês. Mais do que conduzir os trabalhos da casa, terá a missão de não deixar o assunto virar uma crise institucional. O envolvido na investigação é o deputado Romildo Titon e não a Assembleia Legislativa.

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Aeroporto: quanta espera

Entre os assuntos parcialmente resolvidos em nossa região está o Aeroporto de Jaguaruna. A obra que é vista como extremamente importante para alavancar o desenvolvimento está concluída, mas ainda não tem as autorizações da Anac para o efetivo funcionamento.

O aeroporto já foi inaugurado algumas vezes, diversas datas foram fixadas para o voo inaugural e a estrutura está praticamente pronta, só esperando para funcionar. Desde o ano passado uma empresa administra o local e todo mês são pagos R$ 250 mil por este serviço.

Em abril do ano passado comentei aqui que a presença do Criciúma na primeira divisão do Campeonato Brasileiro era a grande esperança para fazer o aeroporto funcionar. O ano passou, o Tigre quase foi rebaixado para a segunda divisão e nada de um avião decolar. Felizmente o Criciúma não caiu, mas o Brasileirão 2014 logo vai começar e será que a situação vai continuar? Há dez meses eu pensava que a pressão dos grandes clubes como Corinthians e Flamengo para não encarar a BR-101 seria grande o bastante para acelerar o processo. Mas não deu.

Esta semana, o governador Raimundo Colombo (PSD) deve ir a Brasília para resolver algumas questões sobre as obras no Aeroporto Hercílio Luz, de Florianópolis, e também deve falar sobre o Aeroporto de Jaguaruna. Será que virá com boas notícias? Porque do jeito que está não dá mais. O atraso é grande e a conta cada vez maior.

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Esforço pelo Pacto

O Pacto por Santa Catarina surgiu em 2013 como um dos grandes trunfos da gestão do governador Raimundo Colombo (PSD). Um grande volume de recursos suficientes para combater as críticas sobre a lentidão e falta de ações do governo. A ideia era fazer tudo andar para fugir do ano eleitoral, quando o tempo fica menor para ações públicas.

Só que no último balanço divulgado pelo Governo, durante o Congresso Catarinense de Municípios os números revelam certa preocupação. Dos R$ 10 bilhões de investimentos previstos, somente 21% foram liberados até agora. Outros 42% das ordens de serviço foram entregues e outros 47% de editais de obras foram lançados. Com a campanha eleitoral se aproximando é de se duvidar que muita coisa saia do papel.

Colombo tem viajado o estado entregando cheques e ordens de serviço numa tentativa de fazer o Pacto funcionar. Luta contra a burocracia, a falta de projetos interessantes das prefeituras e ainda tem que lidar com as discussões político partidárias para o projeto de reeleição. Além de uma forte coligação, precisa ter algo para mostrar ao cidadão que lhe confira um segundo mandato e poder combater as críticas da oposição.

Ninguém resolve

Por mais que as autoridades políticas falem em prioridade não dá para acreditar que a saúde pública é tratada desta forma. Dois exemplos esta semana em Tubarão confirmam isso. A instalação do Samu numa rua em obras e sem condições de trabalho e as filas absurdas na policlínica do município para conseguir consultas e exames, são situações difíceis de aceitar e que ninguém dá uma solução. Até quando?

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Falchetti fala na TV

Prefeito de Tubarão Olavio Falchetti (PT) participou de entrevista na Unisul TV e falou sobre diversos assuntos da administração municipal. A entrevista foi conduzida pelo jornalista Marcos Madeira

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Mais próximo do que se imagina

Uma das principais movimentações partidárias de 2013 pode terminar sem o efeito planejado. O ex-prefeito de Imbituba, Beto Martins, deixou a Secretaria Estadual de Turismo, Cultura e Esporte e o PSDB para se filiar ao PP e ser um dos pré-candidatos a deputado estadual em 2014. Mas uma mudança de prioridades pode deixar tudo diferente.

Sem cargo público desde setembro do ano passado Martins dedica-se à iniciativa privada onde tem obtido bons resultados para o Porto de Imbituba. A ocupação com os negócios particulares seria um dos motivos da possível desistência dele em disputar o cargo.

Ocorre que o trabalho de movimentação de cargas e navios feito junto ao Porto, que desde o final de 2012 é controlado pelo Governo do Estado, agradou o governador Raimundo Colombo (PSD) e reforçado as relações entre os dois. Deixando de ser candidato, Beto Martins, estaria livre para atuar na coordenação de campanha de reeleição de Colombo numa posição privilegiada.

Sem o ex-prefeito, o Partido Progressista teria outros pré-candidatos a deputado estadual: como ex-vereador Deka May, e o ex-secretário regional Gelson Padilha.

Três é demais?

O Partido da República, o PR, já tem definidos os pré-candidatos a deputado estadual. Aqui na Amurel são três nomes: o ex-vereador de Maurício da Silva, a ex-prefeita de Gravatal Célia Fernandes e o bombeiro Antonio da Silva, de Laguna. A estratégia estadual do PR é lançar mais de 30 candidatos à assembleia e apenas um para federal, o atual deputado e presidente da sigla Jorginho Mello.

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Interesses diferentes

A candidatura do PT ao governo estadual até pode deixar os petistas de Tubarão lisonjeados pela inspiração, mas deixa o Planalto de cabelo em pé. Diferente de uma eleição local, onde o partido não tinha nada a perder a eleição de 2014 é diferente, pois uma reeleição presidencial está em jogo. Por isso a preferência por um projeto com palanque forte.

Água demais em tempo de menos

Mesmo com uma seca de quase dois meses, uma chuva intensa de cinco horas foi capaz de deixar grandes alagamentos pela região. Tudo bem que foi muita água e não há rede fluvial suficiente para dar vazão, mas a situação reforça o alerta permanente para a manutenção e limpeza do sistema. Prefeituras e população precisam colaborar.

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Estacionado

A recomendação da Procuradoria do Município de Tubarão é que o contrato com a empresa responsável pelo estacionamento rotativo seja rescindido. O prefeito Olávio Falchetti (PT) ainda sonha em encontrar uma solução que não envolva o rompimento entre as partes.

A decisão da Procuradoria é técnica e baseada em relatórios e respostas da empresa aos diversos problemas que vem ocorrendo desde o início do contrato lá em 2011. O prefeito procura uma solução política para evitar que todo o processo recomece do zero.

A reunião desta quinta-feira na Amurel teve o objetivo de buscar opiniões e quem sabe até apoio para a decisão do prefeito. Hoje a rescisão do contrato não envolve multa para a prefeitura, pois as discussões de 2013 envolveram este tipo de penalidade em caso de falhas no sistema.

Com rescisão ou não, o tubaronense de modo geral também quer uma solução. Há muito tempo é difícil entender o motivo de tanta enrolação para implantar o estacionamento rotativo na cidade. Parquímetros foram instalados e depois arrancados, tachões, cabos e sensores também foram usados e no fim das contas ninguém sabe ao certo quando e onde o estacionamento funciona.

Só a exploração do sistema do rotativo já poderia gerar renda para a cidade, mas o seu efetivo funcionamento também é importante para o comerciante e para o cidadão que precisa circular pelo centro. Do jeito que está todos estão perdendo com esta arrastada história.

Novo dia em Capivari

Em meio à polêmica sessão que aprovou a CEI das Águas em Capivari de Baixo, os vereadores também aprovaram a mudança no Regimento Interno, relativo ao dia das sessões ordinárias. A partir da próxima semana elas serão realizadas sempre às segundas-feiras, às 19 horas. Como no mesmo dia e horário há sessões em Tubarão, a imprensa ficará dividida para acompanhar os trabalhos.

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Morro de quem?

O Supremo Tribunal Federal poderá decidir sobre uma situação importante para a continuidade das obras de duplicação da BR-101. Uma ação, movida pelo governo de Santa Catarina pede a anulação de uma portaria do Ministério da Justiça que criou a Reserva Indígena do Morro dos Cavalos. Fato que impede a realização de obras no local, como um túnel e uma quarta pista.

Uma comitiva de deputados catarinense participou nesta terça-feira de uma reunião com o Ministro Teori Zawaski, que é o relator. Entre os argumentos para que se obtenha a anulação estão possíveis fraudes nos laudos antropológicos e a inexistência de índios no local na época da criação da reserva e da promulgação da constituição, em 1988. Ainda há o entendimento de que se a área ficar como está, muitas outras terras ocupadas por agricultores e pescadores terão de ser indenizadas.

A indefinição sobre o Morro dos Cavalos prejudica a continuidade das obras. Os motoristas enfrentam filas quilométricas por causa do gargalo, mas só o número de vítimas fatais nos acidentes naquela região já deveria ter sido suficiente para se ter uma solução.

Por algum lugar a rodovia terá de passar. Que se decida de uma vez qual rumo vai se tomar, pois todos os limites já foram ultrapassados.

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Transporte dos sonhos

Este calor que está fazendo não está fácil para ninguém. Entre os que têm carro ainda há vantagem para os que têm ar condicionado. Ficar parado no trânsito sem ele é complicado.

Pra quem precisa andar a pé, sob o sol escaldante fica mais cansativo ainda. Sem falar que chega a fazer mal para a saúde. Uma boa alternativa seria o transporte coletivo, mas se tivesse qualidade e condições para oferecer um bom serviço.

Já imaginou poder usar um ônibus novo, limpo, refrigerado e com frequência e itinerários adequados à necessidade da população? Em algumas cidades isso é possível e já vem ocorrendo há muitos anos, mas para o tubaronense parece um sonho inalcançável.

Esta situação poderia ser diferente se a licitação do transporte público de Tubarão tivesse uma definição. Uma nova concessão poderia determinar todos os itens necessários para oferecer ao cidadão um serviço de qualidade.

Hoje se convive com uma concessão vencida desde 1992. Em 2008 a Prefeitura assinou um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) com o Ministério Público. No final de 2012 o assunto ganhou nova polêmica com um edital cancelado e uma confissão de dívida de R$ 33 milhões. Com o início de um novo mandato, em 2013, havia uma nova expectativa, mas até agora, um ano depois, nada se resolveu.

Até quando esta situação vai continuar?

Leia mais...
Licitação do transporte deve ser cancelada

A emenda sumiu!

No retorno dos trabalhos legislativos da Alesc esta semana, o deputado estadual Sargento Amauri Soares (PSOL) deu falta de uma emenda a um Projeto de Lei. O texto havia sido aprovado em dezembro de 2013 e previa a promoção de policiais militares com bom comportamento. Só que na hora da redação final, a tal emenda acabou ficando de fora. Até agora ninguém explicou o sumiço, mas o deputado vai solicitação a republicação da lei com o texto completo.

Categories

A Hora do Voto Acit Ada De Luca Aeroporto Regional Sul Alesc Amurel Arena Multiuso Armazém BR-101 Braço do Norte Brasília Câmara Capivari de Baixo Câmara de Braço do Norte Câmara de Criciúma Câmara de Grão-Pará Câmara de Gravatal Câmara de Imaruí Câmara de Imbituba Câmara de Jaguaruna Câmara de Laguna Câmara de Sangão Câmara de São Martinho Câmara de Tubarão Câmara dos Deputados Capivari de Baixo Carlos Stüpp CDL CDR Charge Debates DEM Deputados Desenvolvimento Diário do Sul Dilma Roussef DNIT Economia Edinho Bez Educação Eleições 1982 Eleições 1986 Eleições 1989 Eleições 1992 Eleições 1996 Eleições 1998 Eleições 2000 Eleições 2002 Eleições 2004 Eleições 2006 Eleições 2008 Eleições 2010 Eleições 2012 Eleições 2014 Facisc Governo Estadual Gravatal Imaruí Imbituba Impostos Indústria e Comércio IPTU Jaguaruna JBGuedes Joares Ponticelli Jorge Boeira José Nei Ascari Justiça Justiça Eleitoral Laguna Leis Meio Ambiente Obras Olávio Falchetti Partidos PCB PCdoB PCO PDS PDT Pedras Grandes PEN Pepê Collaço Pesca Pescaria Brava Pesquisas PHS PL PMDB PMDB Mulher PMN Política Porto de Imbituba PP PPA PPB PPL PPS PR PRB Prefeitos Prefeitura de Capivari de Baixo Prefeitura de Gravatal Prefeitura de Jaguaruna Prefeitura de Laguna Prefeitura de São Martinho Prefeitura de Tubarão Prefeituras Presídio Prona Propaganda partidária PRP PRTB PSB PSC PSD PSDB PSDC PSL PSOL PSPB PSTU PT PTB PTC PTdoB PTN PV Raimundo Colombo Rede Sustentabilidade Reforma Administrativa Reforma Eleitoral Reforma Política Reforma Tributária Reforma Universitária Rhumor Rio Tubarão Rizicultura Salários Saúde SDR de Braço do Norte SDR de Laguna SDR de Tubarão SDRs Segurança Senado Senadores Sociedade STF TCE TJ-SC Trânsito TRE Treze de Maio TSE Tubarão Turismo Unisul Unisul TV Vereadores