quarta-feira, 31 de julho de 2013

Brincando de inaugurar aeroporto

O funcionamento do Aeroporto Regional de Jaguaruna deve demorar muito mais do que o previsto. Além de uma série de ações burocráticas para receber as autorizações da ANAC também serão necessárias obras de ampliação. Isso mesmo, o Aeroporto que apesar de inaugurado algumas vezes sem nunca receber voos, terá que aumentar a largura da pista e o terminal de passageiros. Um verdadeiro atestado de incompetência de nossos gestores públicos que construíram uma obra desta importância sem cumprir as exigências necessárias para funcionar.

Se o que este leitor anônimo enviou estiver correto sobre uma previsão (furada) de 90 dias, confira o caminho que terá de ser percorrido:
"1- O aeroporto não está homologado.
2- O equipamento NDB para pouso IFR não está homologado
3- O mesmo equipamento, licitado pelo governo do estado, desde 2008 já está na lista do DECEA para a sua DESATIVAÇÃO em todo o país em 2014. Em Forquilhinha já não se usa mais este sistema. Ou seja, não serve para nada.
4- Para ativar procedimentos GPS e homologar o aeroporto para pousos por instrumentos leva-se no mínimo 6 meses. Isso depois de o aeroporto estar homologado, o que não está! Então considere-se 1 ano.
5- Não pode operar por instrumentos sem um órgão de tráfego aéreo homologado. Considere isso de 6 meses a um ano.
6- Para homologar isso tudo, uma aeronave laboratório deve fazer voo de inspeção. Mais 6 meses pra isso!
7- Precisa ter os planos previstos pela Anac. A Anac precisa aprová-los. Isso é coisa de 1 ano.
8- Não tem bombeiros treinados para operação em aeroporto e nem equipamentos.
9- Nenhuma companhia aérea pode se instalar num aeroporto que não tenha todos os itens acima. A Anac não autorizaria suas propostas de rotas e operação.
10- O padrão da cerca do aeroporto não é o padrão certificado pela Organização de Aviação Civil Internacional. Deverá ser trocada. Quem pagará isso?
11- Não tem equipamentos e sistemas de meteorologia aeronáutica instalados e homologados.
12- Não tem luzes instaladas e homologadas para pouso noturno.
13- Não tem zona de proteção demarcada e homologada.
14- A pista tem 30 metros e enquadra-se exatamente na mesma categoria do aeroporto de Forquilhinha. Só é mais longa, o que nada significa pois ambas estão ao nível do mar. Isso quer dizer que: Esqueçam B737, 767, A320 ou qualquer outra aeronave que não seja o mesmo ATR72 que pousa todos os dias em Forquilhinha, pois esta é a aeronave limite permitida pela Anaca a operar em pistas de 30 metros de largura. Por que o Estado não fez uma pista mais curta com 45m? A ampliação não envolveria uma emenda asfáltica de 2600m de ambos os lados, como agora isso requer. Só seria uma ampliação de comprimento com uma emenda de 45 metros. Um verdadeiro Mamute Branco que, com muita vontade política, muita influência e muito dinheiro, quem sabe entre em operação em 2015 para fazer exatamente a mesma coisa que o aeroporto de Criciúma faz."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são sempre bem-vindos e importantes para que se preserve uma das características essenciais da ferramenta blog: seu caráter colaborativo. No entanto, é fundamental garantir que esse ambiente mantenha seu propósito e conserve os objetivos de acordo com os quais foi idealizado.
Pensando nisso, adotamos a seguinte política de moderação:

• o envio de comentários não implica automaticamente na sua publicação;
• os comentários devem estar sempre relacionados aos temas tratados nos posts e podem, ou não, ser publicados no blog;
• ao enviar qualquer comentário, o usuário se declara autor legítimo do material, responsabilizando-se e isentando o autor do blog de qualquer reclamação ou demanda e autoriza sua reprodução gratuita e definitiva;
• os comentários não poderão conter manifestação de qualquer forma de preconceito; linguagem grosseira e obscena; agressão, injúria, difamação ou calúnia a pessoas e instituições; propaganda político-partidária ou que faça menção a empresas e marcas.

Categories

A Hora do Voto Acit Ada De Luca Aeroporto Regional Sul Alesc Amurel Arena Multiuso Armazém BR-101 Braço do Norte Brasília Câmara Capivari de Baixo Câmara de Braço do Norte Câmara de Criciúma Câmara de Grão-Pará Câmara de Gravatal Câmara de Imaruí Câmara de Imbituba Câmara de Jaguaruna Câmara de Laguna Câmara de Sangão Câmara de São Martinho Câmara de Tubarão Câmara dos Deputados Capivari de Baixo Carlos Stüpp CDL CDR Charge Debates DEM Deputados Desenvolvimento Diário do Sul Dilma Roussef DNIT Economia Edinho Bez Educação Eleições 1982 Eleições 1986 Eleições 1989 Eleições 1992 Eleições 1996 Eleições 1998 Eleições 2000 Eleições 2002 Eleições 2004 Eleições 2006 Eleições 2008 Eleições 2010 Eleições 2012 Eleições 2014 Facisc Governo Estadual Gravatal Imaruí Imbituba Impostos Indústria e Comércio IPTU Jaguaruna JBGuedes Joares Ponticelli Jorge Boeira José Nei Ascari Justiça Justiça Eleitoral Laguna Leis Meio Ambiente Obras Olávio Falchetti Partidos PCB PCdoB PCO PDS PDT Pedras Grandes PEN Pepê Collaço Pesca Pescaria Brava Pesquisas PHS PL PMDB PMDB Mulher PMN Política Porto de Imbituba PP PPA PPB PPL PPS PR PRB Prefeitos Prefeitura de Capivari de Baixo Prefeitura de Gravatal Prefeitura de Jaguaruna Prefeitura de Laguna Prefeitura de São Martinho Prefeitura de Tubarão Prefeituras Presídio Prona Propaganda partidária PRP PRTB PSB PSC PSD PSDB PSDC PSL PSOL PSPB PSTU PT PTB PTC PTdoB PTN PV Raimundo Colombo Rede Sustentabilidade Reforma Administrativa Reforma Eleitoral Reforma Política Reforma Tributária Reforma Universitária Rhumor Rio Tubarão Rizicultura Salários Saúde SDR de Braço do Norte SDR de Laguna SDR de Tubarão SDRs Segurança Senado Senadores Sociedade STF TCE TJ-SC Trânsito TRE Treze de Maio TSE Tubarão Turismo Unisul Unisul TV Vereadores