sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Consequência no lugar do objetivo

Para o presidente do Partido Progressista (PP) de Tubarão, Cássio de Medeiros Oliveira, a aliança com o PMDB nas eleições de 2012 não foi um mau negócio. “Aprendemos muito com a militância deles, que têm uma capacidade de mobilização que o nosso partido não têm”. A afirmação foi feita durante um Workshop com acadêmicos do curso de Administração da Unisul, realizado nesta quinta-feira (18/10), sobre estratégias de negociação.

Oliveira atribui a derrota nas urnas a um erro de planejamento. “Traçamos como meta principal vencer as eleições. Quando fizemos isso, colocamos a consequência no lugar do objetivo. Esse foi um erro crasso”, disse. De acordo com ele, a coligação não conseguiu mostrar para os eleitores o que precisava: “a nossa ideia era fazer com que as pessoas entendessem que tínhamos um projeto diferente e sério”.

Continue lendo...

Bolo sem divisão

O fraco desempenho de alguns candidatos a prefeito, às vezes, pode estar ligado aos desacertos com os candidatos a vereador. Num dos partidos de Tubarão os candidatos da sigla ficaram revoltados durante a campanha com a forma que os recursos partidários foram divididos, ou melhor, não foram divididos. Revoltados com o líder da sigla e com os R$ 400 recebidos em 27 de setembro deixaram de pedir votos para enfraquecer a legenda. Chegaram a comunicar a direção estadual e esperam que mudanças sejam feitas.

Continue lendo...

Rhumor do JBGuedes

twitter.com/jbfguedes - guedesjb.blogspot.com

Continue lendo...

Google+ Followers

Seguidores