terça-feira, 21 de agosto de 2012

Resumo do debate de Imbituba

Continue lendo...

Reforma eleitoral urgente!

O pedido de cassação do registro da candidatura de Pepê Collaço (PSD) em Tubarão reforça a necessidade de revisão no modelo político atual que permite a reeleição. Se cometeu alguma irregularidade ou não, é assunto para os advogados e juizes envolvidos no caso, até porque, por força da legislação eleitoral, as opiniões são limitadas e podem ser mal interpretadas.

Mas o fato é que ao se permitir a reeleição, os políticos detentores de cargos tem de largada uma enorme vantagem sobre os demais. Ou alguém acha que Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e Lula (PT) não eram os nomes mais lembrados nas campanhas em que disputavam as reeleições?

Quem já é dono de um cargo público está constantemente na mídia, tem o nome mais facilmente lembrado pelo eleitor e até por esta exposição consegue arrecadar mais recursos do que os outros. Apesar das regras estipuladas pela Lei Eleitoral não dá para limitar a memória do eleitor ou até mesmo controlar o efeito subliminar de uma imagem ou mensagem emitida antes do início das campanhas eleitorais.

Prefeito, governadores, presidente, vereadores e deputados que disputam a reeleição podem divulgar ações dos seus mandatos meses antes das eleições e até o início oficial das campanhas. Mas é impossível que da noite para o dia, por determinação de uma lei, tudo que tenha sido divulgado seja esquecido. É uma vantagem descomunal contra os adversários.

Sem uma reforma eleitoral clara e objetiva, vamos continuar tendo campanhas eleitorais vazias e baseadas em processos e recursos jurídicos. O jogo atual tem regras estabelecidas e que devem ser cumpridas, mas uma bela revisão pode poupar muito tempo para discutir o que realmente interessa: um futuro melhor para todos.

Continue lendo...

Rhumor do JBGuedes

twitter.com/jbfguedes - guedesjb.blogspot.com

Continue lendo...

Grão Pará: Dacorégio sofre derrota no TRE

O prefeito de Grão Pará, Valdir Dacoregio (PMDB), teve o recurso negado pelo TRE na sessão de ontem. O candidato a reeleição teve o registro de candidatura à reeleição negado pela Justiça Eleitoral e continua inelegível. Ele foi condenado em 2004 por abuso de poder econômico e esta condenação criminal transitada em julgado o enquadrou na Lei Ficha Limpa ampliando a inelegibilidade por oito anos (inicialmente eram três já cumpridos). Ainda não se sabe se ele tentará um novo recurso em instância superior.

Continue lendo...

Candidatos estreiam no rádio e TV

A propaganda eleitoral no rádio e TV começa nesta terça-feira (21/8). A única emissora de Tubarão, a Unisul TV será a responsável por gerar os programas dos candidatos da cidade. O programa eleitoral tem duração de meia-hora e vai ao ar de segunda a sábado, às 13h00 e às 20h30. No rádio os programas são exibidos às 7 e 12 horas.

Às segundas, quartas e sextas-feiras serão exibidos os programas dos candidatos a prefeito. Às terças, quintas e sábados, dos concorrentes ao cargo de vereador. Além disso, durante a grade de programação das emissoras, também serão exibidas inserções dos candidatos, divididas em quatro blocos: das 8 horas ao meio-dia; das 12 às 18 horas; das 18 às 21 horas e das 21 horas à meia-noite.

Nos programas para prefeito, o tempo estabelecido pela Justiça Eleitoral foi o seguinte: Edinho Bez (PMDB) 10min11s; Pepe Collaço (PSD) 7min6s; Carlos Stüpp (PSDB) 6min42s e Olavio Falchetti (PT) 5min59s. O primeiro programa dos candidatos à prefeitura de Tubarão, que vai ao ar nesta quarta-feira (22/8), tem a seguinte ordem: Olavio Falchetti, Edinho Bez, Pepê Collaço e Carlos Stüpp.

Apesar de serem desvalorizados os programas eleitorais são uma boa oportunidade para que os eleitores conheçam melhor as ideias dos candidatos. É um momento importante e deve ser acompanhado. O eleitor deve prestar atenção nas propostas e, sobretudo, na maneira como o candidato diz que irá realizá-las.

A propaganda eleitoral no rádio e TV vai até o dia 4/10.

Continue lendo...

Google+ Followers

Seguidores

Twitter







Recent Visitors