quinta-feira, 21 de junho de 2012

E agora?

A morte do prefeito Manoel Bertoncini desencadeou uma forte comoção na cidade pelo exemplo de homem público e pela perseverança com que ele lutou contra a doença. Bertoncini deixou um legado ético e de um profissional que, sobretudo, amava a sua cidade.

E agora?

Pepê Collaço assume como prefeito e reinicia-se um processo eleitoral que pode apresentar muitas novidades. Agora como prefeito e a caneta na mão, Pepê não deixará de reforçar o seu sonho de se efetivar prefeito por mais quatro anos? O cenário muda porque, se Pepê for candidato, divide o eleitorado com Carlos Stüpp e mesmo com Edinho Bez.

Mas fica uma indagação no ar: qual será o comportamento do governador Raimundo Colombo, que lidera o mesmo partido do Pepê, o PSD. Vai interessar ao governador apoiar um candidato para disputar com Edinho Bez?

A esta altura, a caneta do governador pode pesar mais que a caneta de Pepê. A convenção do P.S.D. foi marcada para a próxima quarta-feira. Vamos aguardar.

Continue lendo...

O carisma de Manoel

A morte do prefeito Manoel Bertoncini não o transformará no melhor prefeito da história de Tubarão. Até porque o seu governo teve problemas que se assemelham aos diversos prefeitos pelo Brasil afora.

Mas não se pode negar que a forma com que ele encarou os problemas pessoais para continuar trabalhando deixaram um exemplo para quem fica. Ele não teve plena saúde durante nenhum dia de seu mandato e mesmo assim procurou manter o compromisso que lhe foi conferido pelas urnas em 2008.

Contrariou as previsões negativas, a vontade da família, ignorou as dores e sequelas do tratamento do câncer e trabalhou até o último dia em que teve forças. Publicamente sempre atendeu a todos da melhor maneira possível. Respondia o que lhe perguntavam de bom, ou ruim. E sempre, sempre conseguia sorrir. Ao fazer isso, Manoel apenas confirmou o carisma que teve em sua curta carreira política.

Enfrentou três eleições apenas. Foi o segundo vereador mais votado em 2004 com 2.767 votos. Obteve 21.839 votos para deputado estadual em 2006, sendo 13.524 em Tubarão, mais do que o ex-prefeito Carlos Stupp conquistou em 2010. E foi eleito prefeito em 2008 com 30.128 votos, superando o total de votos dos adversários.

Como gestor público não teve o nome envolvido em nenhum escândalo. Foi um político ´ficha limpa´. Não fez tudo o que pretendia, é verdade, mas foi fiel ao seu grupo político mantendo posições e nomeações nem sempre correspondidas.

O pagamento do Piso Nacional aos professores, início das obras da Arena Multiuso, do Pronto Atendimento 24 horas, da macrodrenagem da margem esquerda, Central do Cidadão, entre outras, são ações que deverão ser lembradas no futuro.

Mas com certeza, a imagem de quem não desistiu ou fraquejou diante de problemas que vão além da nossa compreensão é que estão sempre ligadas ao agora saudoso prefeito de Tubarão Manoel Bertoncini. Que ele descanse em paz.

Continue lendo...

Rhumor do JBGuedes

twitter.com/jbfguedes - guedesjb.blogspot.com

Continue lendo...

Google+ Followers

Seguidores

Twitter







Recent Visitors