terça-feira, 15 de maio de 2012

Confundir para desinteressar

O número oficial de eleitores que têm filiação partidária em Santa Catarina subiu 2% nos últimos seis meses. Seria um sinal de maior interesse pela política? Ou uma coisa não tem nada a ver com a outra?

Mais um ano de eleições que chega e a tal da reforma política que não sai. E se continuar sendo feita por quem irá se beneficiar dela não vai ficar pronta nunca. Do jeito que está o eleitor fica cada vez mais distante do processo político. Seja porque não vê os seus pleitos serem discutidos, ou porque apenas deseja distância de qualquer discussão que envolva a palavra política.

Os partidos não respeitam nem as diretrizes nacionais e os acertos de candidaturas são feitos conforme a ocasião. No cenário estadual, por exemplo, PSDB e PP foram adversários na eleições de 2010 e deverão continuar assim em 2014. O mesmo PSDB que fez parte da coligação que elegeu o atual governador, Raimundo Colombo, hoje no PSD, poderá ser oposição, sendo um dos motivos a aproximação do PP com o governo. Mas estes partidos, PSDB e PP, podem estar juntos na eleição da mesa diretora da Assembleia Legislativa para evitar que um ex-aliado, e adversário, o PMDB, consiga eleger o seu presidente.

Você entendeu alguma coisa? Mas não é para entender mesmo. Os partidos comemoram o crescimento no número de filiados, mas as verdadeiras decisões são tomadas em gabinetes conforme a conveniência de cada um. É o que chamam de democracia hoje em dia.

Continue lendo...

TRE rejeita embargo do PSDB e Totói assume em Imaruí

Em Imaruí, o vereador Custódio Cardoso (PMDB), o Totói, assumiu ontem a vaga na Câmara de Vereadores. Também ontem, na sessão do TRE, em Florianópolis, o PSDB teve rejeitado o embargo que tentava evitar a posse de Totói e manter a vereadora Regiane Damas, que perdeu o cargo por trocar o PMDB pelo PSDB.

Continue lendo...

Google+ Followers

Seguidores

Twitter







Recent Visitors