terça-feira, 8 de maio de 2012

Lista cheia, mas com votos

Muitos são os detalhes que podem influenciar no sucesso ou fracasso de uma campanha eleitoral. E quem está no processo precisa se preparar para diminuir o fator surpresa. Ter bons candidatos a vereadores é importante para um candidato a prefeito e os pré-candidatos dão muita atenção a isso.

Nesta fase pré-eleitoral uma das primeiras preocupações é preencher a nominata possível de candidatos. Em Tubarão, com 17 vagas, cada partido pode lançar 25 candidatos e se estiver coligado até 34. Cada um destes pré-candidatos é um cabo eleitoral em potencial e muito importante para manter a campanha viva até o final.

Agora mais importante ainda que ter uma lista cheia é ter nomes com potencial para se eleger. Ou seja, as siglas também precisam de candidatos fortes e com expectativa de superar os mil votos. Ao se avaliar este item pode-se ter uma ideia do verdadeiro potencial de cada candidato a prefeito lá na reta final da campanha.

Por isso, mais do que possíveis composições, os lideres dos partidos procuram neste momento agrupar e formar uma lista de candidatos que possam sustentar a disputa eleitoral.

Depois disso, o passo é manter a motivação e a união dos candidatos a vereador. Na última eleição em Tubarão, a relação de votos entre os candidatos ao legislativo e ao executivo não fechou para alguns. O PMDB, por exemplo, conquistou quatro cadeiras na Câmara, sem repetir o mesmo desempenho para o então candidato Genésio Goulart. No PT, a situação foi inversa. O candidato a prefeito Olávio Falchetti obteve o melhor desempenho da história do partido, mas nenhum petista foi eleito vereador. Fazer esta conta bater é um grande desafio.

Continue lendo...

Olávio liderará primeira pesquisa

Os primeiros dados da primeira pesquisa sobre a disputa em Tubarão serão divulgados hoje. O Jornal Notisul e a Rádio Som Maior FM encomendaram a consulta. Hoje a partir das 18 horas saem os números da pesquisa estimulada e amanhã de manhã o complemento com informações sobre diferentes cenários e rejeição. Como nada tem graça sem um certo risco, eu arrisco um palpite para esta primeira pesquisa: Olávio Falchetti (PT) em primeiro, Carlos Stupp (PSDB) em segundo, Edinho Bez (PMDB) em terceiro e Pepe Collaço (PSD) em quarto. Mas vale lembrar que a campanha nem começou e até outubro ainda há um longo caminho a ser percorrido.

Continue lendo...

Google+ Followers

Seguidores

Twitter







Recent Visitors