domingo, 23 de outubro de 2011

O 'pai' dos inválidos da Alesc

Reportagem deste domingo do Diário Catarinense aponta um dos principais responsáveis pelas aposentadorias, agora suspeitas, na Assembleia Legislativa: Epitácio Bittencourt. Texto de Upiara Boschi relembra entrevistas da época, histórico da família no comando do município de Imaruí e a relação das aposentadorias com as eleições de 1982.

"A gratidão é facilmente reconhecível. Além de generoso com quem já trabalhava no Legislativo, Epitácio é responsável pela contratação de 224 funcionários que ainda atuam na Assembleia. O número representa 31,6% dos atuais 707 servidores efetivos do Parlamento. Na época, concursos públicos não eram obrigatórios e, quando realizados, eram precários."

"Pedro Bittencourt ficou no cargo até 1950 – os últimos quatro anos com mandato conquistado nas urnas. Filho de Pedro, Epitácio Bittencourt exerceu o cargo de 1951 a 1954. No ano seguinte, Epitácio iniciou seu primeiro mandato na Assembleia e o irmão, Portinho, ficou com o bastão: foi prefeito três vezes (1966/1969, 1973/1976 e 1983/1984). Epitácio Bittencourt Sobrinho teve sua vez de 1989 a 1992. Nos anos em que não havia um Bittencourt no cargo, estava lá um aliado. A sequência foi interrompida em 1996, quando Odimar Pires Pacheco (PDT) derrotou Epitácio Sobrinho. A família ensaiou uma volta, com a vitória de Sobrinho em 2000, mas ele foi cassado."

"Além de indicarem nomes, pessoas ligadas ao PMDB podem ter participado também de irregularidades. O ex-deputado estadual Fausto Lobo Brasil, já falecido, era pediatra e assinou pelo menos seis laudos atestando doenças cardíacas graves e até um caso de espondilite anquilosante – uma doença rara na coluna."

Leia mais...
O homem que aposentou os “inválidos”
Desde a revolução de 1930, poder em Imaruí
Uma eleição disputada

Continue lendo...

Google+ Followers

Seguidores

Twitter







Recent Visitors