terça-feira, 12 de julho de 2011

O tempo relativo da política

O ano pré-eleitoral é marcado pelas movimentações dos partidos que buscam consolidar nomes de possíveis candidatos. Ainda é cedo para falar nisso? Depende do ponto de vista.

Vejamos alguns deles. Na teoria, todos os atuais prefeitos ainda têm pela frente um ano e meio de mandato. Na prática este tempo é menor por causa da legislação que impedirá o repasse de recursos, inaugurações de obras, entre outras atividades durante o período de campanha eleitoral. Tudo ficará engessado por volta de meio do ano que vem e só voltará ao normal em outubro, e dependendo ainda é claro do resultado das urnas. Por este olhar, o melhor agora é trabalhar bastante sem se preocupar com as futuras eleições.

Mas uma boa candidatura não se constrói de uma hora para outra. Um bom programa de governo não deveria ficar pronto dias antes de ir para a gráfica. Por isso mais do que falar em pré-candidatos os partidos políticos deveriam estar pensando em ideias, projetos e soluções que serão apresentados aos eleitores. A partir delas se buscaria a união de siglas para futuras coligações e alianças. Como planejamento leva tempo, nunca é cedo para se trabalhar nisso.

O problema é que partidos políticos e pré-candidatos raramente trabalham desta maneira. Neste momento, por exemplo, se fala muito em nomes e em prováveis pesquisas que indicam o potencial de cada um. Em ideias e projetos se fala muito pouco.

Quando se discutem apenas os nomes, ficamos limitados aos que estão em evidência e no fim das contas ficamos sempre com os mesmos. Raramente surge uma novidade.

Agora se os partidos políticos conseguissem a façanha de discutir problemas e propostas sem pensar nesse ou naquele nome teríamos um grande avanço. Com um projeto de governo bem definido, o candidato escolhido seria um mero detalhe dentro do processo eleitoral. Assim seria possível o quadro atual, que é de termos um monte de gente com o nome à disposição, mas sem realmente saber dizer o que vai fazer caso seja eleito. Pensando e agindo dessa forma, vamos estar sempre atrasados e tempo nenhum será suficiente.

Bressan cobra respostas

O vereador Dionísio Bressan (PP) apresentou uma lista de 12 requerimentos encaminhados à prefeitura de Tubarão e que ainda não obtiveram nenhum tipo de resposta, ferindo o prazo de 15 dias determinado pela Lei Orgânica. A lista inclui requerimentos endereçados ao prefeito Manoel Bertoncini (PSDB), secretários Estener Soratto Jr. (PDT), Roger Augusto Silva, Ernani Büerger, Letícia Bianchini da Silva e gerente Fabiano Bittencourt (PSB). Será que outros vereadores também ficam sem as respostas que solicitam?

Rhumor - JBGuedes

twitter.com/jbfguedes - guedesjb.blogspot.com

Audiência pública discute PPA em Tubarão

Uma audiência pública foi realizada no auditório da Amurel para discutir o Plano Plurianual que analisou projetos que serão incluídos no orçamento do governo do estado entre 2012 e 2015. As prioridades continuam sendo o Presídio Regional, Arena Multiuso e Aeroporto Regional de Jaguaruna

Pauta da Assembleia Legislativa, 12/7

1 – Comissões de Justiça e de Direitos e Garantias Fundamentais - Audiência pública “A Defensoria Pública de Santa Catarina"
Local: Plenário
Horário: 9 horas

2 – Reunião extraordinária da Comissão de Finanças
Local: Sala das Comissões
Horário: 11 horas

3 – Sessão ordinária
Local: Plenário
Horário: 14 horas

4– Reunião da Comissão de Justiça
Local: Sala das Comissões
Horário: 17 horas

5 – Lançamento do livro “Corrupção, Estado Democrático de Direito e Educação", de Affonso Ghizzo Neto
Local: Hall
Horário: 19 horas

Categories

A Hora do Voto Acit Ada De Luca Aeroporto Regional Sul Alesc Amurel Arena Multiuso Armazém BR-101 Braço do Norte Brasília Câmara Capivari de Baixo Câmara de Braço do Norte Câmara de Criciúma Câmara de Grão-Pará Câmara de Gravatal Câmara de Imaruí Câmara de Imbituba Câmara de Jaguaruna Câmara de Laguna Câmara de Sangão Câmara de São Martinho Câmara de Tubarão Câmara dos Deputados Capivari de Baixo Carlos Stüpp CDL CDR Charge Debates DEM Deputados Desenvolvimento Diário do Sul Dilma Roussef DNIT Economia Edinho Bez Educação Eleições 1982 Eleições 1986 Eleições 1989 Eleições 1992 Eleições 1996 Eleições 1998 Eleições 2000 Eleições 2002 Eleições 2004 Eleições 2006 Eleições 2008 Eleições 2010 Eleições 2012 Eleições 2014 Facisc Governo Estadual Gravatal Imaruí Imbituba Impostos Indústria e Comércio IPTU Jaguaruna JBGuedes Joares Ponticelli Jorge Boeira José Nei Ascari Justiça Justiça Eleitoral Laguna Leis Meio Ambiente Obras Olávio Falchetti Partidos PCB PCdoB PCO PDS PDT Pedras Grandes PEN Pepê Collaço Pesca Pescaria Brava Pesquisas PHS PL PMDB PMDB Mulher PMN Política Porto de Imbituba PP PPA PPB PPL PPS PR PRB Prefeitos Prefeitura de Capivari de Baixo Prefeitura de Gravatal Prefeitura de Jaguaruna Prefeitura de Laguna Prefeitura de São Martinho Prefeitura de Tubarão Prefeituras Presídio Prona Propaganda partidária PRP PRTB PSB PSC PSD PSDB PSDC PSL PSOL PSPB PSTU PT PTB PTC PTdoB PTN PV Raimundo Colombo Rede Sustentabilidade Reforma Administrativa Reforma Eleitoral Reforma Política Reforma Tributária Reforma Universitária Rhumor Rio Tubarão Rizicultura Salários Saúde SDR de Braço do Norte SDR de Laguna SDR de Tubarão SDRs Segurança Senado Senadores Sociedade STF TCE TJ-SC Trânsito TRE Treze de Maio TSE Tubarão Turismo Unisul Unisul TV Vereadores