quarta-feira, 30 de março de 2011

Jornalistas no serviço público: só com diploma

O Projeto de Lei 63/2010, que exige formação superior para o acesso de jornalistas ao serviço público catarinense, teve nova votação na tarde desta quarta-feira (30/3). O projeto havia sido aprovado anteriormente por unanimidade na Assembleia Legislativa de Santa Catarina – Alesc, em dezembro de 2010, mas foi vetado pelo governador Raimundo Colombo (DEM) em janeiro deste ano. Durante a votação o veto do governador foi derrubado com 24 votos a favor e apenas um contra. Agora, para ocupar cargos na função de imprensa pública no estado catarinense, o jornalista deve ser graduado.

O presidente do Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina, Rubens Lunge, esteve presente na assembleia e considerou a conquista como muito importante. Para a jornalista e professora Darlete Cardoso, coordenadora do curso de Comunicação Social – habilitação em Jornalismo, do campus universitário de Tubarão, esse tipo de projeto de lei valoriza a profissão.

Leia mais...
Veto é derrubado e Projeto de Lei aprovado

Continue lendo...

Arboite desapontado no PP de Capivari

Vereador de Capivari de Baixo Ricardo Arboite deixou a presidência do PP desapontado com a falta de apoio de algumas lideranças. Entende até que hoje tem mais respaldo de outras siglas como o PT, mas descarta a possibilidade de desfiliação neste momento. Nos últimos dois anos, Arboite exerceu forte oposição dentro da Câmara de Vereadores, mas acabou perdendo força dentro do partido. Agora torce para que a eleição do novo diretório seja encaminhada de forma que mantenha a união dos progressistas. Como líder do PP, o vereador participava de reuniões com outras siglas buscando a composição do chamado ‘frentão’ para disputar as eleições de 2012.

Continue lendo...

Jornalistas aguardam por votação de veto

Realização de audiência pública sobre saúde em Criciúma deve prejudicar a pretensão dos jornalistas de Santa Catarina nesta quarta-feira. Eles aguardam na Alesc a votação do veto do governador Raimundo Colombo (DEM) ao PL 63/2010, que exige a formação superior específica para o acesso de jornalistas no serviço público catarinense. O PL foi aprovado por unanimidade, em dezembro, na Alesc, mas vetado pelo governador em janeiro. Com prazo para apreciação expirado no último 5 de março, negociações entre os deputados e Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina (SJSC) transferiram a votação para hoje, mas o quórum pode não ser favorável devido a presença dos deputados no sul do estado. A direção do SJSC procurou mobilizar a categoria e estudantes das universidades da Grande Florianópolis para comparecer na Alesc e pressionar os deputados.

Leia mais...
Sindicato convoca estudantes e professores de jornalismo a comparecerem à sessão de quarta-feira, na Alesc

Continue lendo...

Inverno com preços aquecidos

A alta do preço do algodão vai deixar o inverno um pouco mais quente. A frase parece estranha, mas é o que vai acontecer com o bolso do consumidor. A safra do algodão é responsável pelo aumento dos preços das roupas

Continue lendo...

Rhumor - JBGuedes

twitter.com/jbfguedes - guedesjb.blogspot.com

Continue lendo...

Agenda do Governador, 30/3

15:00 - Solenidade = Inauguração da Unidade de Compra e beneficiamento de
Tabaco da ALLIANCE ONE.
Local: Rodovia Tinho Réus, s/nº - Bairro Operária - Araranguá.

Continue lendo...

Pauta da Assembleia Legislativa de SC, 30/3

1 – Escola do Legislativo – “Capacitação em prevenção ao bullying nas escolas”
Local: Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nês - Chapecó
Horário: 8 às 18 horas

2 – Reunião da Comissão de Finanças
Local: Sala das Comissões
Horário: 9 horas
Pauta: O secretário da Fazenda, Ubiratan Rezende, vai apresentar relatórios de gestão fiscal

3 – Sessão ordinária
Local: Plenário
Horário: 14 horas

4 – Lançamento da Certificação e do Troféu de Responsabilidade Social – Destaque SC (Lei nº 12.918)
Local: Plenário
Horário: 15 horas

5 – Reunião da Comissão de Agricultura
Local: Sala das Comissões
Horário: 18 horas
Pauta: situação falimentar de fumicultores e rizicultores catarinenses,
produção de cebola (cerca de 45% da safra) vendida a preços inferiores ao custo de produção e requerimento para debater a crise dos produtores de fumo, em audiência pública, com presença do superintendente do Banco do Brasil

Continue lendo...

Google+ Followers

Seguidores

Twitter







Recent Visitors