quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

A fatia das porcentagens

O início dos novos governos é marcado pela nomeação de novos ministros e secretários e também por muita disputa entre os partidos pelos cargos de segundo e terceiro escalão. A maioria destas indicações ainda está pendente e revela a pobreza do nosso sistema político.

Em nível federal são mais de 22 mil cargos comissionados. Em Santa Catarina, as SDRs tem mais cargos comissionados do que todo o governo da Inglaterra, que tem pouco mais de 300 empregos desse tipo.

Neste momento os partidos discutem a fatia do bolo. Parece aquela velha divisão de pacote de bala feita por crianças. Um para você, um para mim. Só que hoje fala-se em porcentagem. Tantos por cento para partido A, outros tantos por cento para o B. Uma lástima!

Dividem-se os cargos por critérios políticos e ficam de lado os critérios técnicos. Pouco importa se o nomeado é da área. Vale mais o peso político da indicação.

Este modelo é um banho de água fria para os servidores públicos. Fazer carreira neste setor é garantia de estabilidade mas nem sempre de ascensão profissional. Para crescer nesta área de nada adianta ser o melhor, o mais profissional, o mais capacitado. Se não tiver envolvimento partidário não adianta nada. Até diretor de escola é escolhido pela cor do partido. Um absurdo!

Isso não é exclusividade de partido A ou B. Hoje em dia, todos que ganham uma eleição fazem isso e a prática é considerada normal. Só não partilham cargos os derrotados. E é claro aqueles que acham isso não é política. É politicagem.

Continue lendo...

OAB contestará pensões para ex-governadores

Uma luz no fim do túnel pode surgir para acabar com o absurdo que é a aposentadoria vitalícia de ex-governadores. A OAB do Brasil vai contestar no Supremo Tribunal Federal as leis de pelo menos nove Estados que concedem este tipo de benefício. Entre eles Santa Catarina que tem os ex-governadores Eduardo Moreira (PMDB) e Leonel Pavan (PSDB), que ficaram menos de um ano nos cargos, na lista dos que recebem os benefícios. Por aqui, agora são dez, que custam R$ 240 mil por mês aos cofres públicos.

Leia mais...
Ophir: não é razoável um ex-governador receber benefícios que afrontam a Carta
OAB mira 9 Estados que privilegiam ex-governadores
Pensões para nove ex-governadores

Continue lendo...

Rhumor - JBGuedes


twitter.com/jbfguedes - guedesjb.blogspot.com

Continue lendo...

Google+ Followers

Seguidores

Twitter







Recent Visitors