terça-feira, 18 de outubro de 2011

Qual é a vocação regional?

Muito se fala em aproveitar as obras em andamento como a BR-101 e o Aeroporto de Jaguaruna para alavancar o desenvolvimento da região. Mas que áreas podem se desenvolver? Qual é a vocação regional?

Hoje eu vou aproveitar um exemplo que envolve a Unisul TV para contar a história de um município de Minas Gerais que encontrou o seu rumo há mais de duas décadas. A cidade é Santa Rita do Sapucaí, que fica a 1.200 quilômetros de Tubarão. Ela fica no Sul do Estado e é mais próxima de São Paulo do que de Belo Horizonte. Tem 40 mil habitantes e 12 mil pessoas trabalham na indústria eletrônica. Mas há 25 anos não era assim. Todo o trabalho na cidade se resumia a produção de leite, milho e café.

Nos anos de 1970, os moradores de Santa Rita sintonizavam apenas emissoras de tevê de São Paulo. Um grupo de engenheiros montou uma repetidora a partir de Belo Horizonte para que a cidade do interior não perdesse a identidade com Minas Gerais.

Esta ação motivou a montagem de uma Escola Técnica de Eletrônica, a ETE, e depois o Instituto Nacional de eletrônica, uma faculdade de engenharia eletrônica. Passado este tempo, a cidade hoje é o principal polo de eletrônica do Brasil. Lá estão 160 empresas do ramo. Com tecnologia nacional, elas produzem enlaces de microondas para televisão, transmissores para rádio AM, FM e televisão.

A primeira empresa foi a Linear Equipamentos Eletrônicos, criada por quatro engenheiros da cidade. Eles fabricam o transmissor que a Unisul TV usa para fazer as imagens chegarem a sua casa e estão montando o novo transmissor que a Unisul TV vai instalar em Laguna.

No último dia 3 de outubro a Linear foi adquirida pela japonesa Hitachi Kokusai e passou a se chamar Hitachi Kokusai Linear. A empresa que já exportava para toda a América Latina, partes da Ásia e do oriente com fábrica nos Estados Unidos, agora vai entrar no mercado japonês por causa da nova controladora. Santa Rita do Sapucaí é cortada pelo rio que dá sobrenome à santa. Fica longe de tudo: 200 km de São Paulo e 400 km de Belo Horizonte. Não tem aeroporto e fica a 17 quilômetros da Rodovia Fernão Dias ou da Via Dutra.

Com todo este parque tecnológico, fatura a cada ano R$ 2 bilhões. Ainda mantém a produção de leite, café e milho, mas encontrou uma alternativa que não polui o ambiente e emprega toda a mão de obra da região. O desemprego lá é zero.

O município tem duas incubadoras de empresas e dois distritos industriais com empresas em fase de sedimentação. Duas empresas catarinenses de tecnologia foram atraídas para aqueles polos. Um garoto de 16 anos, em uma empresa incubada já construiu um robô e fez um protótipo de uma mão mecânica com inovações que não têm similar no mundo.

E aí eu volto a perguntar? Qual a nossa vocação? Vamos ter aeroporto, rodovia duplicada e porto do nosso lado, mas sem vocação definida, será que vai adiantar?

Um comentário:

  1. Rafael, mais que pertinente o seu comentário. Eu ouço falar em um tal de distrito industrial na cidade, vejo algumas figuras da política se vangloriando do terreno (que já mudou de lugar várias vezes), e não vejo UMA empresa sequer se assentando na cidade.
    Não é só jogar um terreno no fim do mundo para chamar empresas de fora. É necessário investimento, infraestrutura, muito networking, redução de impostos e oferta de mão de obra.

    ResponderExcluir

Comentários são sempre bem-vindos e importantes para que se preserve uma das características essenciais da ferramenta blog: seu caráter colaborativo. No entanto, é fundamental garantir que esse ambiente mantenha seu propósito e conserve os objetivos de acordo com os quais foi idealizado.
Pensando nisso, adotamos a seguinte política de moderação:

• o envio de comentários não implica automaticamente na sua publicação;
• os comentários devem estar sempre relacionados aos temas tratados nos posts e podem, ou não, ser publicados no blog;
• ao enviar qualquer comentário, o usuário se declara autor legítimo do material, responsabilizando-se e isentando o autor do blog de qualquer reclamação ou demanda e autoriza sua reprodução gratuita e definitiva;
• os comentários não poderão conter manifestação de qualquer forma de preconceito; linguagem grosseira e obscena; agressão, injúria, difamação ou calúnia a pessoas e instituições; propaganda político-partidária ou que faça menção a empresas e marcas.

Categories

A Hora do Voto Acit Ada De Luca Aeroporto Regional Sul Alesc Amurel Arena Multiuso Armazém BR-101 Braço do Norte Brasília Câmara Capivari de Baixo Câmara de Braço do Norte Câmara de Criciúma Câmara de Grão-Pará Câmara de Gravatal Câmara de Imaruí Câmara de Imbituba Câmara de Jaguaruna Câmara de Laguna Câmara de Sangão Câmara de São Martinho Câmara de Tubarão Câmara dos Deputados Capivari de Baixo Carlos Stüpp CDL CDR Charge Debates DEM Deputados Desenvolvimento Diário do Sul Dilma Roussef DNIT Economia Edinho Bez Educação Eleições 1982 Eleições 1986 Eleições 1989 Eleições 1992 Eleições 1996 Eleições 1998 Eleições 2000 Eleições 2002 Eleições 2004 Eleições 2006 Eleições 2008 Eleições 2010 Eleições 2012 Eleições 2014 Facisc Governo Estadual Gravatal Imaruí Imbituba Impostos Indústria e Comércio IPTU Jaguaruna JBGuedes Joares Ponticelli Jorge Boeira José Nei Ascari Justiça Justiça Eleitoral Laguna Leis Meio Ambiente Obras Olávio Falchetti Partidos PCB PCdoB PCO PDS PDT Pedras Grandes PEN Pepê Collaço Pesca Pescaria Brava Pesquisas PHS PL PMDB PMDB Mulher PMN Política Porto de Imbituba PP PPA PPB PPL PPS PR PRB Prefeitos Prefeitura de Capivari de Baixo Prefeitura de Gravatal Prefeitura de Jaguaruna Prefeitura de Laguna Prefeitura de São Martinho Prefeitura de Tubarão Prefeituras Presídio Prona Propaganda partidária PRP PRTB PSB PSC PSD PSDB PSDC PSL PSOL PSPB PSTU PT PTB PTC PTdoB PTN PV Raimundo Colombo Rede Sustentabilidade Reforma Administrativa Reforma Eleitoral Reforma Política Reforma Tributária Reforma Universitária Rhumor Rio Tubarão Rizicultura Salários Saúde SDR de Braço do Norte SDR de Laguna SDR de Tubarão SDRs Segurança Senado Senadores Sociedade STF TCE TJ-SC Trânsito TRE Treze de Maio TSE Tubarão Turismo Unisul Unisul TV Vereadores