domingo, 7 de novembro de 2010

Entrevista: presidente do PT de Tubarão Olávio Falchetti

O jornalista Ricardo Dias entrevistou dirigente petista que avalia a vitória de Dilma Roussef nas eleições presidenciais

RICARDO DIAS - Como o senhor avalia a atuação dos partidos na campanha do segundo turno para presidente aqui na região?
OLÁVIO FALCHETTI - Eu avalio como muito boa. O trabalho aliado aos militantes e apoiadores dos outros partidos no segundo turno fez com que a Dilma não caísse. O número de votos da Dilma aumentou, assim como os de José Serra. Mas em toda a região a militância foi muito forte, apesar de nós não termos aqui a máquina administrativa, como prefeituras e SDRs, e isso fez com não caísse os votos da Dilma.

RD - O senhor acredita a presidenta eleita terá a coragem para fazer as reformas necessárias (política, tributária, educação, social, etc)?
OF - Agora é a vez de realmente ela mostrar que é uma guerreira. Ela tem todos os instrumentos para mudar e fazer a reforma política que precisamos e essa reforma tem que ser urgente. Eleição de dois em dois anos num país em desenvolvimento não pode mais ocorrer. Eu tenho certeza que ela fará, tanto a reforma triburária como em outras áreas ela vai ter sim a coragem. Porque ela tem coragem para isso e muito mais.

RD - O governador eleito de Santa Catarina é apoiado por partidos que são de oposição à Dilma, com exceção do PMDB. O senhor acha que isso pode interferir na ações do Governo federal no Estado?
OF - Até hoje eu não vi nenhuma discriminação do Governo Lula ou qualquer tipo de retalização quanto a isso. Eu trabalho na Caixa Econômica Federal há 35 anos e agora nos últimos oito anos o Governo Lula fez com que todas as atividades na área pública fossem transparentes. É só os municípios fazerem o projeto que terão a situação resolvida. Porque agora a Dilma não é a presidenta do PT, é a Presidenta da República. O partido neste momento está fora. Por isso eu confio plenamente que não haverá retaliações de maneira nenhuma como não houve no Governo Lula e ela seguirá assim.

RD - Como o PT de Tubarão pretende aproveitar os resultados das eleições de 2010 para as eleições de 2012?
OF - Continuar fazendo aquilo que já estamos fazendo, com dignidade, transparência e não comprando votos. Isto faz com que muitas pessoas, principalmente os jovens, venham a se filiar. No meu comitê nós fizemos mais de 20 filiações durante a campanha. Isso é algo inédito. As pessoas querendo seguir essa cartilha, onde a gente com força e dedicação quer fazer esta transformação. E esses jovens e empresários que querem se filiar ao PT, significa que o partido vai crescer e lá em 2012 vamos ter uma grande surpresa para a cidade de Tubarão.

RD - O governo de Dilma será uma continuidade de Lula ou terá um toque especial dela? E se tiver, que marca será essa?
OF - O Lula está com uma aprovação de 83% de ótimo e bom. Claro que seria uma loucura dizer que não será uma continuidade, porque se está bom e ótimo e tem essa aprovação, significa que deve continuar. Mas a Dilma tem uma característica própria de ser guerreira e de fazer com que as coisas venham a favorecer toda coletividade. Ela vai fazer a diferença e a transformação que precisamos para o nosso pais e o nosso povo. É claro que o Lula, sempre quando ela precisar, dará uma opinião, assim como todos nós brasileiros vamos ajudar. Isso é uma obrigação nossa agora. Não só da Dilma, do PT, mas de todos os partidos em ajudar a governar o nosso pais. E essa marca a Dilma tem.

Continue lendo...

Google+ Followers

Seguidores

Twitter







Recent Visitors