segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Queremos sair da fila

O resultado das urnas está definido, os números conhecidos e agora é esperar que os novos governantes tenham a capacidade de administrar mandatos realizadores e voltados para as grandes necessidades da população.

Não dá para ter arrependimentos ou torcer contra, pois os eleitos não governam somente para os eleitores que votaram nele. Governam para todos.

Mas o que se espera da futura presidente Dilma Roussef (PT)? Será que ela terá a coragem para propor as reformas necessárias? A reforma política por exemplo?

Não tem mais fundamento o país parar a cada dois anos para a realização de eleições. Não se pode mais aceitar que a justiça eleitoral gaste quase R$ 500 milhões para organizar cada pleito. É muito dinheiro e tempo jogado fora. O Brasil precisa resolver logo essa situação e promover eleições gerais. Além de tantos outros temas dentro desta reforma política, resolver as questões de economia e produtividade devem ser prioridades.

Da mesma forma que o futuro governo precisa rever os investimentos na educação fundamental, que cada vez mais está a cargo dos municípios e que cada vez têm menos dinheiro para isso. O atual governo tem deixado estudantes das escolas técnicas e universidades públicas satisfeitos com os investimentos e possibilidades que estão lhe sendo proporcionados. Mas é preciso rever a base da pirâmide. É urgente melhorar o ensino básico.

Investir em educação é reduzir gastos com questões ligadas à ignorância! Com mais educação pode-se gastar menos com saúde, com acidentes de trânsito, pode-se reduzir a pobreza, a fome, o desperdício, e também a segurança.

E pra tudo isso e muito mais acontecer, é necessária vontade política para fazer. E mais uma vez é isso que se espera dos eleitos! Que eles tirem a gente da fila!

Continue lendo...

Eleições 2010: pleito é considerado um modelo mundial

Pela primeira vez na história, os brasileiros escolheram uma mulher para governar o país. Dilma Roussef do PT, foi eleita com 56% dos votos válidos neste domingo. Cento e seis milhões de eleitores foram as urnas, para uma votação que é considerada modelo em todo país

Continue lendo...

Eleições 2010: eleitores dão exemplos na hora de votar

Não só a tecnologia é responsável por um sistema de votação considerado um sucesso. Muitos cidadãos também ajudam a formar a imagem de um processo amplamente democrático, que precisa da participação de todos. Mesmo com dificuldades ou sem a obrigação de votar, milhares de eleitores fizeram questão de depositar o voto nas urnas

Continue lendo...

Tranquilidade foi a marca das eleições em SC

A eleição deste ano foi considerada a mais tranquila dos últimos tempos na maior parte do país. Aqui em Santa Catarina, onde o governador foi eleito no primeiro turno e nesta segunda etapa bastava escolher o presidente. Quase não houve filas nas seções eleitorais

Continue lendo...

Abstenção: números cresceram em toda região

Essa calmaria toda colaborou com os eleitores que além de exercer o voto quiseram aproveitar as praias da região. Mas o tempo bom e o feriadão, por outro lado fizeram com que muita gente justificasse ausências às urnas

Continue lendo...

Eleições 2010: população espera por melhorias e prosperidade

A última reportagem reforça a mensagem do que os brasileiros mais esperam, um país cada vez melhor e um futuro de prosperidade

Continue lendo...

Jornalismo produz conteúdo sobre eleições

Mais de 12 horas de trabalho, produções de conteúdos em texto, foto e vídeo, para o Unisul Hoje e a Unisul TV, canal 4 de Tubarão.

Esse é um breve resumo do trabalho desenvolvido pelos alunos do curso de Jornalismo da Unisul durante o segundo turno das eleições presidenciais na Grande Florianópolis e Região Sul.

A ideia foi proporcionar aos alunos um aprendizado, na prática, de grandes coberturas, como no caso de uma eleição presidencial. A “redação” funcionou na unidade universitária da Unisul na Padre Roma, centro de Florianópolis, e com uma equipe dentro do TRE, o Tribunal Regional Eleitoral.

A orientação foi das professoras Daniela Germann, coordenadora do curso de Comunicação Social da Unisul na Grande Florianópolis, Giovanna Flores, Raquel Wandelli e Cilene Macedo.

Em Tubarão, a Unisul TV teve boletins de hora em hora com informações da equipe de profissionais da emissora e participação dos estudantes de Jornalismo dos campi de Tubarão e Grande Florianópolis. A coordenação dos trabalhos, na Unisul TV, foi dos professores Ildo Silva e Rafael Matos. Os estudantes realizaram boletins por telefone diretamente dos municípios onde residem. Participaram Claudemir Schmitz (Araranguá), Daiana Carvalho (Criciúma), Heloíza Silva (Garopaba), Murilo Silva (Laguna), Vanderleia Pereira (Jaguaruna) e Adriane Lemes (Braço do Norte). Na emissora também atuaram os estagiários Angélica Brunatto, Edivelton da Rosa, Mariane Mendes, Priscila Ladislau e Rui de Souza, além de toda a equipe técnica da emissora, reforçada pelo laboratório do curso de Jornalismo de Tubarão.

Em Florianópolis, a equipe de alunos contou com Carlos Eduardo Duarte, Fernanda Silveira, Amanda Nascimento Pereira e Filipe Scotti (no TRE, foto), mais Maicon Alex de Souza, Felipe Kreusch Pires, Alanna Kern, Adriana Schmidt, Ana Paula Santos, Valéria Valdeci Martins, Ana Luiza Lucena, Rodrigo Flores Schmitt, Ericky Maier, Carlos Henrique Silva, Kate Silvera Caldas, Julia Gazzola, Rafaela Nascimento Silva e Francieli Hoffmann. Na parte técnica, Vitor Gnecco e Paulo Henrique de Abreu.

Continue lendo...

Google+ Followers

Seguidores

Twitter







Recent Visitors