quinta-feira, 1 de julho de 2010

O que poluí a lagoa?

O que começou com um debate sobre as formas de plantio do arroz pode estar contribuindo para se levantar as principais fontes poluidoras da Lagoa Mirim, em Imaruí. Vereadores e rizicultores vem discutindo o Projeto de Lei nº 4/2010, que proíbe o lançamento de agrotóxicos e produtos congêneres por aeronaves, nas lavouras cultivadas em imóveis na área territorial de Imaruí há cerca de um mês. A ideia do projeto é reduzir o impacto ambiental causado pela agricultura, enquanto que os produtores rurais argumentam que o uso do avião gera mais controle sobre o que é usado nas lavouras.

Só que diante das queixas apresentadas pela comunidade e pescadores sobre a qualidade da água da lagoa surgiram outros fatores que podem não ter origem na atividade rural. Por isso o problema pede uma discussão mais ampliada.

Reunião realizada esta manhã (1º/7) entre representantes da Associação dos Rizicultores do Vale do Rio D’Una (Arivale) e vereadores teve a participação de especialistas. Técnicos da Epagri falaram sobre as vantagens do uso do avião nas lavouras e argumentaram em favor dos produtores. Do outro lado, ouviram argumentos de que o dano ambiental causado pelo lançamento de agrotóxicos por aviões é maior do que o feito por tratores.

Uma das propostas apresentas é que seja realizado um estudo para esclarecer a situação. Uma das divergência está em quando fazer e quando aprovar a Lei. Uns defendem que só vote a Lei após a realização do estudo. Outros defendem que a aprovação da Lei e depois a realização do estudo e, se necessário, se volte atrás.

De um jeito, ou de outro, é preciso descobrir o que polui as águas da lagoa, causa o surgimento de manchas e mortandade de peixes. Essa quem sabe, poderá ser a maior contribuição deste debate.

Leia mais...
Imaruí discute o uso de aviões na agricultura

Continue lendo...

Homologado está, falta confirmar

As convenções de ontem homologaram mais alguns nomes da região na disputa eleitoral de 2010. O PSDB confirmou Carlos Stüpp para estadual, o PT Olávio Falchetti para estadual e Milo para federal, o PPS Arlei da Silva para estadual e o PR Glauco Zanella e Cleosmar Fernandes para estadual. Agora falta registrar as candidaturas até o dia 5 de julho.

Como até lá ainda faltam cinco dias, alguns podem ficar pelo caminho. As principais dúvidas estão no PDT, que tem quatro nomes da região da Amurel para concorrer a deputado estadual. Só dois devem ser confirmados. Edson Firmino, pré-candidato a federal, foi cotado para vice, mas pode ser suplente de senador. Como foi citado para quase tudo, trabalha para não ficar sem nada. E ainda um outro candidato a estadual que tentava ganhar espaço na região também pode ficar de fora por ter agredido um companheiro de partido. O Conselho de Ética analisa este caso.

Continue lendo...

Eleiçoes 2010: André Igreja (PDT )

André Igreja (PDT), participa da série de entrevistas com pré-candidatos a deputado estadual

Continue lendo...

PV define candidatos

O ex-pré-candidato a governador pelo PV, Fabiano Piovezan, confirmou pelo Twitter, que será candidato ao senado. Para o governo e vice foram homologados Rogério Novaes e Guaraci Fagundes, respectivamente.


Pelas discussões dos últimos dias, o PV é mais um que vai dividido para as eleições em Santa Catarina. Vontade nacional era candidatura própria e parte local queria coligação.

Continue lendo...

Ultimato 16 - por Nunes

Continue lendo...

Google+ Followers

Seguidores

Twitter







Recent Visitors