quarta-feira, 2 de junho de 2010

TRE rejeita contas do PCdoB de SC e da capital

O TRE-SC rejeitou, por unanimidade, as contas do Comitê Financeiro do Partido Comunista do Brasil (PCdoB), referentes ao pleito de 2006, e do diretório do partido em Florianópolis, relativas ao exercício financeiro de 2007. Por maioria de votos, os juízes determinaram a suspensão do repasse de cotas do Fundo Partidário ao diretório estadual por dois meses e ao municipal por seis meses. Das decisões, publicadas nos acórdãos nº 24.508 e nº 24.520, cabe recurso ao Tribunal Superior Eleitoral.

Leia mais...
Corte suspende cotas dos diretórios do PCdoB em SC e Florianópolis

Continue lendo...

Alesc promove homenagem a Willy Zumblick

O artista plástico Willy Zumblick, que faleceu em 2008, será homenageado na Assembleia Legislativa no próximo dia 14, o. A proposta de uma Sessão Solene foi dos deputados Joares Ponticelli (PP) e Genésio Goulart (PMDB). Esta semana, um dos filhos de Zumblick, Raimundo, esteve no gabinete de Ponticelli conversando sobre a solenidade. Goulart também esteve presente ao encontro. Os filhos receberão as honrarias. Temos que valorizar e mostrar Tubarão para Santa Catarina.

Continue lendo...

Ministro da Igualdade Racial em Laguna

O ministro interino da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, João Carlos Nogueira, vem a Laguna neste sábado (5/6) para participar do debate Movimento Negro: Diálogo com a sociedade. Também participam do evento membros da Instituto Isabel Costa de Inclusão Social.

O debate faz parte da programação do primeiro Encontro Setorial Negro que será realizado a partir das 14 horas na Sociedade Recretariva União Operária.

Continue lendo...

As piores prisões são aqui?

No passado vi alguns filmes, assisti e li reportagens sobre as piores prisões do mundo que ficavam na Turquia. Mas do jeito que anda a situação, é bem capaz de que este título venha a pertencer às prisões catarinenses, tamanho é o número de denúncias de abuso de força, poder e casos de tortura.

É lamentável a situação denunciada nesta terça-feira (1º/6) pela RBS TV e Rede Globo. Reportagem do tubaronense Sérgio Guimarães, formado na Unisul de Tubarão, é o assunto do dia em todos os lugares. Bom, as pessoas podem perguntar: será que não tem nada melhor para falar do nosso estado? Tem sim, mas as coisas ruins não podem ser varridas para debaixo do tapete.

A culpa de Santa Catarina ser manchete nacional por um assunto tão ruim não é culpa da imprensa. É culpa de quem administra o Estado, de quem permite que fatos ruins aconteçam. Que a apuração do caso e a punição sejam rápidas e exemplares. Em outras oportunidades não foi.

Leia mais...
Imagens mostram espancamento de presos em cadeia de SC

Continue lendo...

A motivação necessária

A palestra de motivação de Carlos Hilsdorf, realizada nesta terça-feira (1º/6) em Tubarão, atingiu as expectativas e lotou as dependências do Cecontu. Pela grande quantidades de pessoas, mais de 3,5 mil, ou quase 3,5% da população da cidade espera-se que o evento realmente sirva para motivar a todos.

A cidade precisa de motivação para não deixar os problemas se transformarem em crise, e como disse o palestrante, ficar mais complicado ainda para resolver.

O Cecontu provou ontem ser um espaço muito bom para ser ainda mais utilizado pela cidade. Mas os seus arredores precisam melhorar. Nem os flanelinhas acreditaram que Hilsdorf iria atrair tantas pessoas. A saída do evento foi um caos no trânsito. O cheiro de esgoto que invadiu o Centro de Convenções também era desagradável e envergonhador.

Então, que a motivação tão propalada pelo palestrante, motive a todos para resolvermos os problemas pequenos e também os grandes. A cidade, a região, nós moradores, precisamos.

Em tempo, antes que alguém venha reclamar que diante de tanta coisa dita pelo palestrante eu venha destacar coisas ruins, a intenção é aproveitar o momento para percebemos que temos projetos para serem resolvidos. Não podemos desistir da cidade, ou da vida, como disse Hilsdorf.

Continue lendo...

Cheques: qual é o compromisso dos bancos?

Do jeito que está o compromisso dos bancos com o pagamentos dos cheques é quase nulo. As instituições financeiras emitem os talões com muito pouco critério e depois disso se eximem de qualquer responsabilidade para garantir o pagamento deles. Assim fica muito fácil. Mas uma proposta do deputado federal Edson Bez (PMDB), o Edinho, pode mudar esta situação. Ele começou a semana ouvindo entidades empresariais de Araranguá, Criciúma e Tubarão sobre Projeto de Lei que irá apresentar que pretende retomar a aceitação e a credibilidade dos cheques.

A proposta do parlamentar é fazer com que os bancos só emitam o segundo talonário para clientes com conta corrente aberta há seis meses após a emissão, compensação ou pagamento de 80% dos cheques do primeiro talonário e que assumam o pagamento de cheques de até 25% do salário mínimo, o que corresponde atualmente a R$ 127,50.

Considero que obrigar os bancos a garantir um valor mínimo pelos cheques é uma das grandes contribuições do projeto. Os comerciantes querem fugir das taxas dos cartões de créditos, mas temem pela inadimplência dos cheques. Esta garantia deve ser obrigação dos bancos. Só assim para estas instituições apertarem mais os critérios de liberação de cheques e arcarem com parte do prejuízo, que atualmente, fica só com os comerciantes.

Continue lendo...

Google+ Followers

Seguidores

Twitter







Recent Visitors