terça-feira, 23 de março de 2010

Defesa de Maurício da Silva tenta ação rescisória e liminar para reaver direitos políticos

Desde ontem (22/3), Léo Rosa e Maurício da Silva deixaram os cargos na Câmara de Vereadores de Tubarão. O advogado de defesa de Maurício da Silva concedeu uma coletiva à imprensa e falou dos próximos passos a serem adotados na tentativa de reverter o quadro

Continue lendo...

O sétimo voto

Para ter as contas da administração do ex-prefeito Carlos Stupp (PSDB) aprovadas na Câmara de Vereadores de Tubarão são necessários sete votos. Com a composição dos últimos dias, o bloco PSDB-PMDB teria seis votos. Faltaria, portanto, um voto.

Na entrevista coletiva de hoje de Caio Tokarski (PMDB), André May (PP), o Deka, e Édson Firmino (PDT), ficou clara a indignação do vereador pepista sobre a influência que teve o ex-prefeito na articulação da eleição da nova mesa diretora. A tendência então, seria Deka votar pela rejeição das contas?

Caio disse que votará de acordo com a recomendação do TCE, portanto também votará contra a aprovação.

Resta saber então, quem seria o sétimo voto necessário: Firmino, que não se pronunciou sobre o assunto, ou Dionísio Bressan (PP), que não participou da entrevista?

Leia mais...
Contas rejeitadas e os planos para 2010

Continue lendo...

Zamparetti vai ter que esperar

O presidente do Sintraves e suplente de vereador Carlos Zamparetti (PP) vai ter que esperar para ocupar uma vaga na Câmara de Tubarão. Com toda a movimentação dos últimos dias, o vereador André May (PP), o Deka, vai adiar a licença que estava prevista para o mês de abril, logo apos o retorno de Dionísio Bressan (PP).

Bressan entrou de licença dia 8 de março e cedeu vaga para José Carlos Madeira (PP), o Soldado Madeira. Quando retornasse estava prevista a licença de Deka.

Leia mais...
Soldado Madeira assume cadeira na Câmara de Vereadores de Tubarão

Continue lendo...

Permanência de Caio depende das prévias do PMDB

A permanência de Caio Tokarski (PMDB) na Câmara de Vereadores de Tubarão depende da vitória de Dário Berger nas prévias do PMDB, no próximo sábado, dia 27. Se Dário vencer Eduardo, Caio permanece para ser um dos coordenadores regionais da campanha do atual prefeito de Florianópolis. Se der Eduardo, ele retorna em 30 dias para a prefeitura de São José, onde era, até ontem (22/3), secretário de administração do governo de Dário Berger (PSDB), irmão de Dário.

Continue lendo...

Quem é oposição, quem é situação?

A eleição da nova mesa diretora da Câmara de Vereadores de Tubarão apresentou uma nova divisão entre os vereadores. O antigo bloco de oposição, formado por quatro vereadores do PMDB e um do PSDB, passou a ter três do PMDB e dois do PSDB e na teoria deixou de ser oposição. O antigo bloco governista, com dois do PSDB, dois do PP e um do PDT, ficou desfalcado dos tucanos e passou a ter somente os dois do PP, o do PDT e ganhou um do PMDB. Também na teoria não é de oposição.

Então a pergunta que ficou sem resposta na tarde de hoje durante a entrevista coletiva convocada pelo novo vereador do PMDB Caio Tokarski foi esta: quem é oposição e quem é situação?

– Nós não trocamos de lado, apesar de surpreendidos – disse o vice-prefeito e presidente do PP, Felippe Luiz Collaço, o Pepe, que participou da entrevista.

A coletiva também teve a presença do vereador André May (PP), o Deka, e do licenciado Edson Firmino (PDT). O vereador, também licenciado, Dionísio Bressan (PP) informou por telefone que não poderia estar presente.

A autoria da articulação que conduziu o vereador João Batista de Andrade (PSDB), o Sargento Batista, à presidência da Câmara dominou a entrevista. Deka, Édson e Pepê aguardam pelo posicionamento do prefeito Manoel Bertoncini (PSDB) para avaliar a situação. Caio evitou o tempo inteiro pronunciar o nome do ex-prefeito Carlos Stupp (PSDB).

Os vereadores não confirmaram que passarão a formar um bloco, que mesmo não tendo votos para ganhar uma votação, passaria a votar unido para marcar uma posição. O clima de insatisfação era evidente e somente o vereador Caio Tokarski anunciou que terá uma atuação independente, enquanto estiver na Câmara.

Continue lendo...

Antecipação de eleições na Câmara de Vereadores sai da pauta em Laguna

O Projeto de Resolução 002/10 que altera o artigo 16 do Regimento Interno da Câmara de Vereadores de Laguna, que antecipa as eleições da última semana de setembro para a última semana do mês de março, foi retirado da pauta da sessão de ontem (22/3).

O vereador Cleosmar Fernandes (PR), autor do projeto, justificou a decisão dizendo que será preciso mais tempo para que o projeto ganhe o apoio da maioria dos vereadores. Ele acredita que em duas semanas o projeto deve voltar para a pauta das sessões.

Com a decisão, o texto do projeto também deverá ser alterado, pois a proposta inicial de 30 de março não poderá ser cumprida. Fernandes disse que a eleição será proposta para o final do mês de abril. A ideia da antecipação é fugir do período de campanha eleitoral.

Leia mais...
Na vizinhança, situação é mais tranquila

Continue lendo...

Sabia ou não sabia?

Você leitor, acredita que o presidente Lula não sabia nada sobre o mensalão? Pois está com você a resposta sobre se o prefeito Manoel Bertoncini (PSDB) sabia ou não sobre a negociação feita durante o fim de semana para as eleições da mesa diretora da Câmara de Vereadores de Tubarão.

O que você acredita para o primeiro caso deve valer para o segundo.

Continue lendo...

Só o eleitor pode mudar

Os últimos acontecimentos na Câmara de Vereadores de Tubarão tem surpreendido a todos a cada dia que passa. Mas só se surpreende com todos estes fatos, quem não está acostumado com a política ou tem muita ingenuidade.

Os acordos movidos por interesses diversos sempre ocorreram e estão longe de deixar de existir. Uma pena que todo o empenho para que eles sejam fechados não tenham o interesse público.

No início de 2009 havia um interesse da bancada do PMDB em ocupar a mesa diretora da câmara e se procurou uma peça frágil do lado governista para se obter o êxito.

Agora existe o interesse de aprovar as contas do ex-prefeito Carlos Stupp (PSDB) para que a pré-candidatura a deputado estadual não seja prejudicada. Pois se procuraram as peças para se compor a nova mesa e aproveitar a oportunidade que caiu do céu.

O mesmo PMDB foi procurado pelo Partido Progressista (PP) em 2005 para que se fizesse uma composição para ganhar a direção da Câmara.

Na política, o adversário de ontem pode ser o aliado de hoje e voltar a ser o inimigo de amanhã. O mesmo vale para aquele que é chamado de traidor hoje e pode ser o confidente de amanhã.

Está nas mãos dos eleitores mudar esta situação. Só o eleitor, por meio do voto, pode banir os políticos que agem sem coerência, em interesse próprio e obscuro, que deixam de lado o interesse da população. Enquanto o eleitor ficar mais distante da política, por causa destas chamadas 'surpresas', mais elas vão ocorrer.

Continue lendo...

Um problema de cada vez

No caso da perda dos direitor políticos dos vereador Maurício da Silva (PMDB) e Léo Rosa (PPS) ficou claro que a perda de um prazo para defesa durante o processo complicou toda a situação. Agora com novo advogado Maurício vai tentar uma ação rescisória para poder apresentar estes argumentos. Um deles deve ser o que foi dito aqui neste espaço na sexta-feira. Maurício é professor da rede pública estadual desde 1978 e ser funcionário concursado do estado foi um dos argumentos usados pelo ex-vereador de Araranguá Jhoni Lucas da Silva (PSDB), em processo semelhante aos dos vereadores de Tubarão.

A meta agora de Maurício é recuperar os direitos políticos. Hoje ele não pode votar e ser votado. Não pode ocupar cargos comissionados e suas atividades terão de ser voluntárias. Se vai voltar para a Câmara de Vereadores é outro assunto que vai ter que ser discutido mais a frente.

Leia mais...
Semelhanças e diferenças

Continue lendo...

Organizadores lançam a Feincos 2010

Em meio a toda a turbulência do momento político da cidade, o lançamento da Feincos 2010 acabou espremido no noticiário. Mas ele ocorreu e foi ontem (22/3) no Cecontu. O evento será entre os dias 18 e 23 de maio. Estão previstos shows com a dupla Maria Cecília e Rodolfo, Artistas dos Anos 80, Armandinho, Pixote e Jeito Moleque, mas o foco da festa será a Feira para valorizar o potencial empreendedor da região.

Continue lendo...

Google+ Followers

Seguidores