quinta-feira, 4 de março de 2010

Para avaliar Luiz Henrique

A visita de Luiz Henrique da Silveira (PMDB) amanhã em Tubarão, Capivari de Baixo e Gravatal deve ser a última dele como Governador de Santa Catarina. Depois, provavelmente só em campanha.

O governador vai ser recebido num almoço e com o respeito que merece. Mas como é a última visita também vai ser avaliado.

A descentralização, marca maior do governo, trouxe muitos investimentos para o interior do estado, mas para a nossa região há algumas queixas. A lentidão em alguns casos é uma delas. O que é bom dizer, não é um problema só de Luiz Henrique, visto a BR-101 que em dois mandatos do governo Lula não vai ficar pronta.

Em dois mandatos, Luiz Henrique também não conseguiu concluir o presídio, o Aeroporto ou começar a Arena Multiuso. A estrada do Camacho levou quase seis anos para ficar pronta e os motivos para não conseguir fazer tudo o que queria são os mais diversos.

Um governante experiente como ele sabe também lidar com as cobranças. Enfrentou catástrofes naturais e crises políticas que pareciam insuperáveis. A resposta final, se agradou ou não, virá em outubro.

Candidatura de Tiscoski ainda é questionada

O jornalista Adelor Lessa, publicou na coluna que escrever no Jornal A Tribuna, de Criciúma, que o secretário nacional de Saneamento Ambiental, Leodeogar Tiscoski (PP), estaria desistindo de ser candidato a deputado federal este ano. A informação foi publicada na edição de ontem (3/3) e repercutida na edição de hoje (4/4).

Enquanto isso, conforme publicado aqui, Leodegar Tiscoski concedia entrevista a Arilton Barreiros, da Rádio Santa Catarina AM, confirmando a condição de pré-candidato.

E agora? Será que dentro do partido tem gente querendo que ele desista? Ou Tiscoski está apenas prorrogando a decisão? De qualquer jeito perde o PP, pois quanto mais fica indefinida a situação mais difícil fica consolidar um novo nome.

Educação e segurança

Recebi a mensagem abaixo por e-mail e publico aqui por achar que ela tem relação com o momento que vivemos em Tubarão. O problema de insegurança pública que se vive tem entre muitas razões também suas causas na qualidade da educação. Por isso, a mensagem abaixo, tratado com alguma dose de humor, toca no assunto e pode servir de reflexão.

"Evolução da Educação.
Antigamente se ensinava e cobrava tabuada, caligrafia, redação, datilografia... Havia aulas de Educação Física, Moral e Cívica, Práticas Agrícolas, Práticas Industriais e cantava-se o Hino Nacional, hasteando a Bandeira Nacional antes de iniciar as aulas...

Leiam relato de uma Professora de Matemática:
Semana passada, comprei um produto que custou R$ 15,80. Dei à balconista R$ 20,00 e peguei na minha bolsa 80 centavo s, para evitar receber ainda mais moedas. A balconista pegou o dinheiro e ficou olhando para a máquina registradora, aparentemente sem saber o que fazer.

Tentei explicar que ela tinha que me dar 5,00 reais de troco, mas ela não se convenceu e chamou o gerente para ajudá-la. Ficou com lágrimas nos olhos enquanto o gerente tentava explicar e ela aparentemente continuava sem entender. Por que estou contando isso?

Porque me dei conta da evolução do ensino de matemática desde 1950, que foi
assim:
1. Ensino de matemática em 1950:
Um lenhador vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo de produção é igual a 4/5 do preço de venda. Qual é o lucro?
2. Ensino de matemática em 1970:
Um lenhador vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo de produção é igual a 4/5 do preço de venda ou R$ 80,00. Qual é o lucro?
3. Ensino de matemática em 1980:
Um lenhador vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo de produção é R$ 80,00. Qual é o lucro?
4. Ensino de matemática em 1990:
Um lenhador vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo de produção é R$ 80,00. Escolha a resposta certa, que indica o lucro:
( )R$ 20,00 ( )R$ 40,00 ( )R$ 60,00 ( )R$ 80,00 ( )R$ 100,00
5. Ensino de matemática em 2000:
Um lenhador vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo de produção é R$ 80,00. O lucro é de R$ 20,00.
Está certo?
( )SIM ( ) NÃO
6. Ensino de matemática em 2009:
Um lenhador vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo de produção é R$ 80,00.Se você souber ler coloque um X no R$ 20,00.
( )R$ 20,00 ( )R$ 40,00 ( )R$ 60,00 ( )R$ 80,00 ( )R$ 100,00
7. Em 2010 vai ser assim:
Um lenhador vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo de produção é R$ 80,00. Se você souber ler coloque um X no R$ 20,00. (Se você é afro descendente, especial, indígena ou de qualquer outra minoria social não precisa responder)
( )R$ 20,00 ( )R$ 40,00 ( )R$ 60,00 ( )R$ 80,00 ( )R$ 100,00"

Ordem do dia na Câmara de Vereadores de Tubarão, 4/3

1. PROJETO DE LEI ORDINÁRIA N° 185/2009, de autoria do Ver. André Fretta May, que dispõe sobre a divulgação da advertência “Se Beber, Não Dirija” em cardápios e panfletos de propaganda de bares, restaurantes e casas de eventos. Este Projeto em sua Redação Final

2. PROJETO DE LEI ORDINÁRIA N° 115/2009, de autoria do Ver. Evandro Souza de Almeida, que estabelece normas para concessão do título de utilidade pública. Este Projeto em sua Primeira Votação

3. PROJETO DE LEI ORDINÁRIA N° 180/2009, de autoria do Ver. Evandro Souza de Almeida, que dispõe sobre a construção, reconstrução e conservação de muros e passeios, revoga a Lei nº 768/77 e dá outras providências. Este Projeto em sua Primeira Votação

Ainda nesta Sessão, os Vereadores, irão conceder o tempo de 15 minutos, para que o Presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, Sr. Rodnei Cardoso Antunes, possa falar aos Vereadores sobre as ações do sindicato. O espaço atende ao solicitado pelo Ofício 04/2010, daquela entidade, encaminhado aos membros da Mesa Diretora da Câmara.

Para reflexão

Categories

A Hora do Voto Acit Ada De Luca Aeroporto Regional Sul Alesc Amurel Arena Multiuso Armazém BR-101 Braço do Norte Brasília Câmara Capivari de Baixo Câmara de Braço do Norte Câmara de Criciúma Câmara de Grão-Pará Câmara de Gravatal Câmara de Imaruí Câmara de Imbituba Câmara de Jaguaruna Câmara de Laguna Câmara de Sangão Câmara de São Martinho Câmara de Tubarão Câmara dos Deputados Capivari de Baixo Carlos Stüpp CDL CDR Charge Debates DEM Deputados Desenvolvimento Diário do Sul Dilma Roussef DNIT Economia Edinho Bez Educação Eleições 1982 Eleições 1986 Eleições 1989 Eleições 1992 Eleições 1996 Eleições 1998 Eleições 2000 Eleições 2002 Eleições 2004 Eleições 2006 Eleições 2008 Eleições 2010 Eleições 2012 Eleições 2014 Facisc Governo Estadual Gravatal Imaruí Imbituba Impostos Indústria e Comércio IPTU Jaguaruna JBGuedes Joares Ponticelli Jorge Boeira José Nei Ascari Justiça Justiça Eleitoral Laguna Leis Meio Ambiente Obras Olávio Falchetti Partidos PCB PCdoB PCO PDS PDT Pedras Grandes PEN Pepê Collaço Pesca Pescaria Brava Pesquisas PHS PL PMDB PMDB Mulher PMN Política Porto de Imbituba PP PPA PPB PPL PPS PR PRB Prefeitos Prefeitura de Capivari de Baixo Prefeitura de Gravatal Prefeitura de Jaguaruna Prefeitura de Laguna Prefeitura de São Martinho Prefeitura de Tubarão Prefeituras Presídio Prona Propaganda partidária PRP PRTB PSB PSC PSD PSDB PSDC PSL PSOL PSPB PSTU PT PTB PTC PTdoB PTN PV Raimundo Colombo Rede Sustentabilidade Reforma Administrativa Reforma Eleitoral Reforma Política Reforma Tributária Reforma Universitária Rhumor Rio Tubarão Rizicultura Salários Saúde SDR de Braço do Norte SDR de Laguna SDR de Tubarão SDRs Segurança Senado Senadores Sociedade STF TCE TJ-SC Trânsito TRE Treze de Maio TSE Tubarão Turismo Unisul Unisul TV Vereadores