segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Três viadutos liberados na BR-101

O prefeito Célio Antônio (PT), a senadora Ideli Salvatti (PT), lideranças políticas, executivos do Dnit e o diretor nacional de Infraestrutura Rodoviária, Hideraldo Luiz Caron, percorreram os trechos entre Palhoça e Capivari de Baixo nesta segunda-feira para conferir o andamento dos trabalhos. Durante a vistoria foram liberados ao tráfego os viadutos de acesso à Praia do Sol, à Garopaba e Guaiúba, em Imbituba.

Ainda esta semana, o prefeito municipal e a senadora irão a Brasília solicitar a liberação da licença ambiental para que a licitação da ponte de Cabeçuda seja realizada no início de 2010.

Com informações da AI/PML

Continue lendo...

Vereadores pedem agilidade na duplicação da BR-101

Uma comitiva formada por vereadores de Tubarão participou de uma reunião com o procurador geral da república, Celso Tres. O objetivo foi tentar buscar agilidade no trabalho de duplicação da BR-101 no trecho em que a empresa Triunfo é responsável

Continue lendo...

Desembargadores analisam processo que envolve Brunel e ex-vereadores

Uma denúncia que já dura mais de uma década anda agitando os bastidores políticos de Capivari de Baixo. O prefeito de Luiz Carlos Brunel Alves (PMDB), e os ex-vereadores Volnei dos Santos, Dilnei Felippe, Nélio Zappeline (já falecido) e Karla Hamada estão citados num processo que tramita no Tribunal de Justiça de Santa Catarina por irregularidades cometidas entre 1998 e 1999 e que tratam de suposta compra de votos para a aprovação de projetos na Câmara.

A investigação diz respeito a infrações ao art. 1°, I, do decreto lei 201/1967 e ao art 89, caput, da lei 8666/1993.

A oposição no município anda agitada e na expectativa de que os desembargadores acatem a denúncia e o processo siga em frente. Já a defesa de Brunel está tranquila na defesa do caso. A previsão é que a decisão dos desembargadores saia amanhã (15/12). O advogado do prefeito João Batista Ulysséa foi procurado, mas já está em Florianópolis

Continue lendo...

Dinheiro, cartões e notas fiscais

Próximo de completar quase 20 anos de implantação, o Código de Defesa do Consumidor ainda é constantemente ignorado por alguns comerciantes. Em época de compras natalinas e movimento forte no comércio as irregularidades se multiplicam.

Para mim as mais comuns são cobrar preços diferenciados para compras em dinheiro e com cartão de crédito. Mesmo que haja um movimento entre os comerciantes para que se legalize esta prática, ela ainda é ilegal.

A outra campeã entre os comerciantes é não dar a nota fiscal. Faça uma experiência e deixe por conta deles (os comerciantes) dar ou não a nota. Acredito que em 50% dos casos ela não virá. Muitos outros ao ouvirem o pedido da notinha, imprimem uma nota de pedido e empurram para o cliente. Para funcionar mesmo, só com o consumidor pedindo a ´nota fiscal´.

Não se intimide com as caras feias. Peça a nota. O imposto está imbutido no preço e você está pagando por ele. Se o empresário pretende burlar o fisco, faço-o por conta própria, mas que não conte com a nossa ajuda.

Continue lendo...

Segunda-feira suja

A semana começou com as ruas sujas em Tubarão. Primeiro, no sábado e domingo, com o comércio abrindo em horário especial e recebendo gente de todos os lados. Aqueles que já são da cidade estão bem acostumados com o desleixo da coleta de lixo, e aqueles que vieram de fora tiveram uma péssima impressão.

Vale lembrar que alguns comerciantes bem que podiam esperar para colocar o lixo na rua.

Na segunda-feira de manhã, próximo das oito horas, a situação era pior ainda. Mais lixo acumulado e principalmente restos de comida dos vendedores ambulantes.

Tanto entidades da cidade se esforçam para realizar uma programação de Natal e movimentar a economia nesta época e algumas outras não cumprem a sua parte. Lamentável a sujeira.

Continue lendo...

Pauta da Assembleia Legislativa, 14 de dezembro

1 – Exposição do artista Ricardo Botana
Local: Galeria de Arte Meyer Filho
Horário: 9 horas

2 – Comissão de Pesca – Audiência pública “Situação dos pescadores atingidos pela Barragem da Foz do Rio Chapecó”
Local: Rua do Comércio - São Carlos
Horário: 10 horas

3 – Comissão de Segurança Pública – Audiência pública “O aperfeiçoamento do Decreto nº 894/1972, que trata da liberação de alvarás"
Local: Campus Universitário, anfiteatro 2 da Univille - Joinville
Horário: 14 horas

Continue lendo...

Google+ Followers

Seguidores

Twitter







Recent Visitors