terça-feira, 1 de dezembro de 2009

DEM abre processo disciplinar contra Arruda

A Executiva Nacional do Democratas decidiu na tarde desta terça-feira (1) deixar a decisão sobre uma eventual expulsão do governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (DEM-DF), para o dia 10 de dezembro. A Executiva decidiu por instaurar processo disciplinar contra o governador, que terá oito dias para apresentar a defesa em relação às acusações de envolvimento em um esquema de propina no governo.

Duas propostas foram apresentadas por integrantes da Executiva. Alguns membros do partido defenderam a expulsão sumária do governador. No entanto, a Executiva decidiu que deveria aguardar a defesa de Arruda e elaborar um relatório para ser votado.

A defesa será encaminhada à Comissão Executiva Nacional, que delegou o ex-deputado José Thomaz Nonô para relatar o processo. Ao analisar a defesa de Arruda, o relator então submeterá o seu parecer à reunião da Executiva na próxima quinta-feira, 10. A decisão final pode resultar na expulsão de Arruda do partido.

O senador Raimundo Colombo e o deputado federal Paulo Bornhausen, que fazem parte da executiva nacional do DEM, se manifestaram pelo Twitter, favoráveis à expulsão de Arruda.

Continue lendo...

Sobrinho de Eduardo Moreira na JPMDB de Tubarão

Reunião entre lideranças do PMDB esta tarde definiu o nome de João Marcelo Fretta Zapelini para o comando da Juventude do PMDB em Tubarão. Edson da Silva Jr., o Júnior Piocco, será o vice. Zapelini é sobrinho do presidente estadual da sigla Eduardo Moreira.

O vereador Evandro Almeida destaca que o acordo feito para a JPMDB mantém o partido unido na cidade. Almeida disse que a participação dos vereadores e suplentes foi importante para a articulação do acordo que será oficializado em nova reunião do diretório, prevista para esta quarta-feira.

Continue lendo...

Colombo defende a expulsão de Arruda

O senador catarinense Raimundo Colombo (DEM) defende a expulsão do único governador do partido, José Roberto Arruda (DEM-DF), flagrado em ato explícito de corrupção.

– Não tem como enrolar, colocar panos quentes, temos que ser duros, sob pena de contaminar o partido e deixar um mal exemplo para a sociedade – disse Colombo.

A reunião da executiva nacional começou agora a pouco em Brasília.

– Nós fomos implacáves com o Governo Lula no caso do Mensalão e agora temos que exigir uma investigação completa. Defendo a expulsão pois isso é inaceitável, inadmissível – completa.

Escute o que diz Raimundo Colombo

Continue lendo...

Presidente da Bolívia diz que univesidade pública vive em greve

O presidente da Bolívia Juan Evo Morales disse a um grupo de professores, entre os quais o professor da Unisul, Sílvio Hickel Prado, que o país está apostando na capacidade das universidades particulares em desenvolver pesquisa, por considerar as instituições públicas vagarosas, que vivem em greve, ”mesmo custeadas com dinheiro do povo.”

Leia mais...
Evo: Universidade Pública é devagar e só vive em greve
É preciso rever o financiamento do ensino superior

Continue lendo...

É preciso rever o financiamento do ensino superior

Com frequência nós temos visto o governo anunciar a criação de universidades federais e a extensão das universidades existentes para o interior do estado. Aqui em Santa Catarina tivemos a criação da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), em Chapecó, e a instalação dos pólos da Universidade Federal de Santa Catarina (Ufsc) com os cursos a distância.

Mas será que esta é a estratégia correta? Vamos focar ainda mais em Santa Catarina onde temos o Sistema Acafe que reúne as universidades comunitárias municipais, modelo único no país. Será que não seria melhor o governo federal investir em bolsas de estudo e aproveitar toda a capacidade instalada das universidades catarinenses? Não seria preciso construir mais prédios, contratar professores, criar cargos. Não estou falando de ocupar somente as vagas que sobram, e que são muitas, mas permitir que o estudante escolha qualquer curso e que tenha uma bolsa para isso. Se o governo oferecer as bolsas, pode fazer exigências e definir o que for melhor para os estudantes.

Bom, mas vamos pensar que o Governo Federal não quer dar as bolsas com medo de que elas sejam entregues a quem não precisa. Permita então que as famílias financiem a educação dos filhos e dê diretamente a elas os benefícios. Como? Mude a forma de tributação do Imposto de Renda. Hoje, no sistema atual, um pai, uma mãe que declaram o imposto só podem descontar pouco mais de dois mil e quinhentos reais. Quem paga a mensalidade de um filho sabe que isso significa quatro, cinco meses e olhe lá! O que passa desse valor não pode ser deduzido.

Simplesmente abrir novas vagas e esquecer toda a estrutura que já existe é um erro de estratégia. Do jeito que se anda fazendo estamos cheios de padrinhos usando a expansão do ensino superior como propaganda pessoal. Mudar a forma que aí está seria uma grande chance de ampliar o acesso ao ensino superior e aproveitar a estrutura existente, sem desperdícios.

Continue lendo...

Pauta da Assembleia Legislativa, 1º de dezembro

1 – Comissão de Finanças – Audiência pública para discutir a municipalização do ensino fundamental
Local: Auditório Antonieta de Barros
Horário: 9 horas

2 – Reunião da Comissão de Trabalho e Serviço Público
Local: Sala das Comissões
Horário: 11horas

3 – Sessão ordinária
Local: Plenário
Horário: 14 horas

4 – Reunião da Comissão de Finanças
Local: Sala das Comissões
Horário: 17 horas

5 – Lançamento do livro “Zury Machado – Em sociedade tudo se sabe“, de Luiz Henrique Tancredo
Local: Hall da Alesc
Horário: 19 horas

Continue lendo...

Google+ Followers

Seguidores

Twitter







Recent Visitors