sexta-feira, 10 de julho de 2009

Os primeiros seis meses de Manoel

Todos os prefeitos de nossa região são difíceis de avaliar. A queda na arrecadação, por exemplo, veio para todos. E sem dinheiro é complicado fazer obras e cumprir as promessas de campanha.

Em Tubarão, a previsão de receber entre R$ 5 e 10 milhões dos impostos dos bancos fez a dupla Manoel e Pepê sonhar alto. Vieram apenas 10% destes recursos, R$ 500 mil, e aí não deu para fazer quase nada.

Projetos como a Arena Multiuso, o Pronto Atendimento 24 horas e o Canil Municipal ainda não saíram do papel. Outros projetos estão sendo realizados para buscar recursos federais. A redragagem do Rio Tubarão é um deles.

Acredito que o maior destaque destes primeiros seis meses não tenha sido nenhum tijolo erguido pela administração municipal ou um metro de rua pavimentada.

A valorização de uma categoria profissional que tem tanto significado em nossa sociedade foi um ato que não merece ser esquecido. Parace pouco, mas fazer valer a determinação federal de pagar o piso salarial de R$ 950 para os professores da rede municipal foi a grande ação deste primeiro semestre. Poucos municípios fizeram isso no Brasil e nem o Estado ainda cumpre esta decisão. É uma obra que não vai ter nenhuma placa de inauguração mas vai com certeza ser lembrada no futuro.

Continue lendo...

Seis municípios deixam a Amurel

A região terá uma nova associação de municípios na região. A reunião realizada ontem em Gravatal confirmou que seis integrantes da Associação dos Municípios da Região de Laguna (Amurel) e mais dois da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec) vão deixar as entidades para formar uma nova, que ainda deve ter municípios da Associação dos Municípios da Região Serrana (Amures).

Saem da Amurel São Ludgero, que terá a sede da associação, Armazém, Grão-Pará, Gravatal, Pedras Grandes e Santa Rosa de Lima. Da Amrec saem Lauro Muller e Orleans.

A justificativa dos prefeitos envolvidos é ter uma entidade que reúna municípios com características comuns. Na próxima semana que deve ser realizada outra reunião para definir o estatuto e nome que pode ser Associação dos Municípios da Encosta da Serra Geral ou Associação dos Municípios do Território da Encosta da Serra Geral.

Eu continuo achando que dividir só por dividir é um erro. O ideal é lutar para fortalecer as entidades e buscar o crescimento coletivo.

Continue lendo...

Google+ Followers

Seguidores

Twitter







Recent Visitors