terça-feira, 19 de maio de 2009

Aeroporto de Laguna deve ir para a iniciativa privada

Enquanto o Aeroporto Regional não fica pronto outras alternativas, ou até mesmo empecilhos, vão surgindo. O prefeito de Laguna Célio Antônio (PT), informou hoje, por meio de sua assessoria, que o aeroporto Anita Garibaldi será oferecido para a iniciativa privada.

A pista para aeronaves de 48.600 mil metros quadrados a 3 quilômetros da BR-101 está sem uso. O aeroporto Anita Garibaldi, situado na antiga área da indústria Catarinense de Adubos e Mineração, num total de 351 mil metros quadrados, pertence ao município desde a década de 80. A área fica no loteamento Paulista, na entrada da Praia do Sol, acesso norte do município.

Um projeto de lei esta com o procurador jurídico municipal Adriano Massih para avaliação em seguida ser encaminhado para consulta pública.

Será que é este o motivo que leva o município de Laguna a não ter contribuido com a devida parcela nas obras do Aeroporto Regional de Jaguaruna?

Continue lendo...

HNSC sofre com a ação de vândalos

Mesmo com os constantes investimentos visando disponibilizar uma boa estrutura para a internação e recuperação dos pacientes, a direção do Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC) diz ser quase impossível mantê-los. Quase que diariamente, o setor de manutenção é convocado para a reposição e conserto de inúmeras peças e utensílios que são depredados e até mesmo furtados por seus usuários (pacientes, visitantes, acompanhantes). Além de escritos e rabiscos feitos através de ranhuras nas cabines de aço dos elevadores, quebra de mobiliário, de botões de saída de gases medicinais, rabiscos em portas e paredes, entre outros, muitos objetos têm sido furtados. Nada tem sido poupado: utensílios dos sanitários, tais como saboneterias, suporte de toalhas e canoplas (suporte da válvula da descarga dos banheiros), chuveiros, rolos de papel higiênico, espelhos, maçaneta de portas, ralos, lâmpadas; louças, geralmente de inox, utilizadas para a distribuição das refeições (bules, talheres, travessas); e bacias utilizadas para banhos dos pacientes. Nem as roupas de cama e banho e cobertores, alguns com logotipo da instituição e outros da Associação dos Voluntários da Pediatria (Avope), têm sido deixados. Tudo que é possível ser levado, geralmente dentro de bolsas, não tem sido poupado.

A última ação desta natureza ocorreu no mês passado. Duas belíssimas telas, doadas pela Associação dos Artistas Plásticos de Tubarão, foram levadas da instituição. Uma se encontrava fixada no rol de entrada do banheiro principal e a outra na sala de espera do Centro Cirúrgico. Possivelmente, para facilitar a ocultação dentro da roupa ou de sacola, as pinturas foram retiradas com auxílio de um estilete e as molduras foram deixadas.

Além da lavratura de Boletim de Ocorrência, no caso das telas, a direção determinou a realização de um cuidadoso rastreamento de todas as gravações captadas pelas câmeras de segurança no intuito de identificar os responsáveis por estas ações. A direção pede a toda a população que ajude a fiscalizar e não deixe de denunciar (mesmo que de forma anônima), caso identifique algum destes objetos.

Não faltava mais nada mesmo!

Com informações da AI/HNSC

Continue lendo...

Google+ Followers

Seguidores

Twitter







Recent Visitors