quarta-feira, 25 de março de 2009

Deka May e a falta de assessores

Na sessão de segunda-feira o vereador Deka May (PP) pediu explicações sobre nota divulgada pela assessoria de imprensa (AI) da Câmara de Vereadores de Tubarão sobre sua ausência em uma reunião da Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final, da qual é presidente. A nota foi retificada posteriormente, já que a reunião havia sido desmarcada, mas o estrago já tinha sido feito, pois alguns programas de rádio da cidade tinham repercutido a informação.

Deka May pediu uma sindicância para apurar as devidas responsabilidades sobre a nota irregular. Se foi erro de algum funcionário, pediu a punição administrativa e caso tenha sido por erro ou mesmo ordem de algum vereador que seja instaurado procedimento de quebra de decoro.

Agora as manifestações dele começam a surtir efeito. Em notas divulgadas pela AI nesta quarta-feira já constam informações sobre a atuação de Deka May. Seria uma tentativa de acalmar os ânimos?

May e os vereadores Dionísio Bressan, também do PP, e o vereador Edson Firmino (PDT) tem tido problemas nos últimos tempos com a falta de assessores na Câmara.

Continue lendo...

Mulheres na política

O PMDB teve neste mês de março, pela primeira vez em sua história, uma mulher na presidência nacional do partido. A deputada federal Iris de Araújo (GO) assumiu interinamente o cargo no lugar do presidente, o deputado federal Michel Temer (SP).

Esta notícia nos faz refletir sobre o espaço da mulher na política e, especificamente, o pouco espaço ocupado aqui em nossa região. Em Tubarão, por exemplo, a câmara de vereadores não tem uma mulher efetiva desde 2004, quando Lúcia Flávia, na época eleita pelo extinto PFL e hoje no PDT, deixou o cargo e não conseguiu se reeleger. Eram 19 vagas e depois da redução para dez, as mulheres não conseguiram mais entrar.

Na Amurel, dos 17 municípios e incluindo os seis licenciados do PMDB, temos apenas uma mulher dirigindo um município. Leonete Back Loffi (DEM) administra São Martinho.

É muito pouco! A população tem praticamente o mesmo número de homens e mulheres. Será que a candidatura da ministra-chefe da Casa Civil Dilma Roussef (PT) para a presidência do Brasil pode mudar este quadro e motivar as mulheres a ter maior participação?

Só o tempo nos dará as respostas. Mas além de participar, é preciso também que as mulheres deem o seu toque feminino na vida pública e mudem este cenário de escândalos e corrupção tão comum no dia-a-dia político.

Continue lendo...

Frase do dia

"A felicidade é sermos felizes; não é fingirmos perante os outros que o somos"
Jules Renard, escritor francês

Continue lendo...

Google+ Followers

Seguidores

Twitter







Recent Visitors