quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Menos impostos e mais rigor

Os governos (federal, estaduais e municipais) bem que poderiam diminuir o número de impostos existentes e assim facilitar a fiscalização. Dessa forma ficaria mais fácil ter maior rigor. Tomas estas medidas não significaria queda de arrecadação.

Confira o exemplo. Levantamento realizado pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) aponta que a carga tributária no país – total da arrecadação de todos os impostos da União, estados e municípios - subiu de 36,48% do PIB em 2007 para 37,58% em 2008, aumento de 1,10%.

O porcentual, que inclui todos os tributos recolhidos compulsoriamente da sociedade e das empresas – incluindo royalties, taxas e cobranças e judiciais -, aumentou mesmo sem a cobrança da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF).

Continue lendo...

Transporte de cadeirantes e sua efetividade

A empresa TransGeraldo, de Tubarão, inaugurou a circulação de quatro ônibus equipados com elevadores para permitir que passageiros cadeirantes possam utilizar o serviço. Finalmente chega por aqui um tipo de serviço que já oferecido em outros países e grandes cidades do Brasil.

Espero que as linhas de ônibus também sejam adaptadas. É preciso que estes veículos passem o mais próximo possível da residência dos usuários. Conheço serviços que inclusive realizam agendamentos, ou seja, o usuário quando precisa, liga para a empresa e ela passa na residência para pegar o passageiro.

Se não for dessa forma, o investimento de R$ 1,3 milhão fica mais como publicidade do que realmente melhoria na prestação do serviço.

Continue lendo...

Frase do dia

Todas as manhãs me levanto e olho a lista dos mais ricos da América da Forbes. Se não estou lá, vou trabalhar.

Robert Orben, mágico e roteirista

Continue lendo...

Google+ Followers

Seguidores

Twitter







Recent Visitors