domingo, 5 de outubro de 2008

Avaliação de 2008 mira em 2010

Temos vários pontos para serem avaliados nesta segunda-feira, dia seguinte das eleições municipais. Mas o tempo é curto e precisamos escolher. Quem ganha, quem perde com o resultado das urnas?

É obvio que em Tubarão ganhou Manoel Bertoncini, mas junto com ele ganhou o prefeito Carlos Stupp, que elegeu o sucessor e, além de asfaltar a cidade, pavimentou o futuro político. Vai pode escolher se em 2010 sai para deputado estadual ou federal.
Ninguém vai discutir o que ele decidir.

Ganhou também a população, com a renovação de metade da câmara de vereadores em Tubarão. Nada contra os atuais, mas renovar sempre é bom, faz todo mundo trabalhar e a função de vereador é trabalhar para a comunidade e não pelos interesses particulares.

Ganha o PMDB, que só na Amurel pulou de três para oito prefeituras. É óbvio também que em Tubarão foram derrotados Genésio Goulart e Olávio Falchetti, mas Genésio Goulart perdeu mais do que a prefeitura, comprometeu o futuro político.
Já teve dificuldades na eleição de 2006, quando entrou na penúltima vaga da coligação.

Perde o PT, que novamente vai ficar sem representante na câmara de vereadores de Tubarão.

Perdem as pesquisas, que acertaram os vencedores, mas erraram feio nos números.

Perde também o PMDB, que apesar das vitórias nos municípios menores, foi derrotado nas três principais cidades do Sul. Perdeu em Tubarão, perdeu em Criciúma, e perdeu em Araranguá, onde apoiava o candidato Primo Menegalli.
Os resultados influem na candidatura de Eduardo Moreira ao governo do Estado em 2010.

Como se percebe, falei aqui duas vezes já na próxima eleição. É assim mesmo, na política como no futebol, termina uma eleição ou um campeonato, e já se passa a pensar no próxima oportunidade.

Continue lendo...

Google+ Followers

Seguidores

Twitter







Recent Visitors